Política

Bolsonaro admite poder desistir de indicação de Eduardo para embaixada: ‘Na política, tudo é possível’

O presidente ainda garantiu que não irá submeter seu filho a um "fracasso"

Por Redação Tupi

O presidente ainda garantiu que não irá submeter seu filho a um “fracasso”
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Na manhã desta terça-feira, o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) criticou o parecer da Consultoria do Senado que classificou como nepotismo a indicação de seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), para a embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. Para o presidente, a análise da Casa tem um “viés político” e o parecer é feito “de acordo com o interesse do parlamentar”.

“As consultorias, elas agem de acordo com o interesse do parlamentar. É igual na redação, que vocês aprenderam. ‘Faça uma matéria sobre Jesus Cristo’. Você pergunta: ‘Contra ou a favor?’. Assim que vocês aprenderam na universidade. Aqui é a mesma coisa. Então, tem um viés político nessa questão. O que vale para mim é uma súmula do Supremo dizendo que nesse caso não é nepotismo”, afirmou Bolsonaro à jornalistas, na saída do Palácio da Alvorada.

Sobre a possibilidade de voltar atrás com a indicação em caso de derrota no Senado, o presidente diz que “tudo é possível”. Bolsonaro também assegurou que não irá submeter seu filho a um “fracasso”: “Você, por exemplo, está noivo. A noiva é virgem. Vai que você descobre que ela está grávida. Você desiste do casamento? Na política, tudo é possível. Eu não quero submeter o meu filho a um fracasso. Acho que ele tem competência”.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
13 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »