Conecte-se conosco

Brasil

Bolsonaro diz que juiz não deve decidir quem toma vacina ou não

Bolsonaro disse que vai conversar com o ministro Pazuello sobre o assunto

Publicado

em

(Foto: Marcos Correa/Presidência da República)

O presidente Jair Bolsonaro disse, na manhã desta segunda-feira, que não cabe a Justiça obrigar os brasileiros a se vacinarem contra a Covid-19. De acordo com ele, trata-se de uma questão de saúde e não deveria ter sido judicializada.  O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, determinou, na semana passada que o plenário da Corte julgue as três ações sobre a obrigatoriedade da imunização.

Os pedidos foram apresentados pelo PDT, Rede e PTB. Ainda não foi decidida a data da análise do plenário do STF.  Bolsonaro ainda disse que vai conversar com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello para conversar sobre o assunto, ao falar com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Ele ainda disse que o governo não vai comprar vacinas que não tenham comprovação científica. Na última semana, o presidente desautorizou um acordo assinado pelo Ministério da Saúde e o Instituto Butantan que previa a aquisição de 46 milhões de doses da Coronavac, imunizante desenvolvido pelo Butantan e o laboratório chinês Sinovac.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *