Política

Bolsonaro parabeniza atuação de policiais em sequestro: ‘Hoje não chora a família de um inocente’

O presidente também relembrou o caso do ônibus 174, ocorrido em 2000, quando a professora Geísa Firmo Gonçalves foi assassinada pelo sequestrador Sandro Barbosa do Nascimento

Por Redação Tupi

O presidente também relembrou o caso do ônibus 174, ocorrido em 2000, quando a professora Geísa Firmo Gonçalves foi assassinada pelo sequestrador Sandro Barbosa do Nascimento
(Foto: Reprodução/ Instagram)

O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) defendeu a atuação da Polícia Militar, afirmando que  “não tem que ter pena” do sequestrador que manteve 38 passageiros reféns, por cerca de quatro horas, dentro de um ônibus, durante a manhã desta terça-feira, na ponte Rio-Niterói.

“Estou sabendo (do caso). No meu entender (a solução seria), snipper. Defendo que o cidadão de bem não morra nas mãos dessas pessoas”, declarou Bolsonaro momentos antes do homem ser morto por um atirador de elite.

O presidente também lembrou o caso do ônibus 174, ocorrido em 2000, quando a professora Geísa Firmo Gonçalves foi assassinada pelo sequestrador Sandro Barbosa do Nascimento. “Não foi usado snipper e morreu uma professora inocente. Depois, esse vagabundo morreu no camburão. Não tem de ter pena”, frisou em declaração à jornalistas ao deixar Palácio da Alvorada nesta manhã.

Pouco depois, pelo Twitter, o presidente comentou o desfecho do caso: “Parabéns aos policiais do Rio de Janeiro pela ação bem sucedida que pôs fim ao sequestro do ônibus na ponte Rio-Niterói nesta manhã. Criminoso neutralizado e nenhum refém ferido. Hoje não chora a família de um inocente.

Comentários
enquete

Feriado é um dia curtir com a família?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »