Brasil

Bolsonoro nomeia André Mendonça para lugar de Moro e Alexandre Ramagem na chefia da PF

Decisão do presidente foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira

Por Redação Tupi

Decisão do presidente foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira
(Foto: Montagem/Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido), nomeou, nesta terça-feira, André Luiz de Almeida Mendonça como o novo ministro da Justiça e Segurança Pública, além de Alexandre Ramagem Rodrigues como diretor-geral da Polícia Federal (PF). A decisão foi publicada na última edição do Diário Oficial da União. André Mendonça passa a ocupar o comando do Ministério com a saída de Sergio Moro e Alexandre Ramagem a chefia da PF no lugar de Maurício Valeixo.

Conheça André Mendonça, novo ministro da Justiça e Segurança Pública

(Foto: José Dias/Presidência da República)

André Mendonça, de 46 anos, é natural de Santos, litoral do estado de São Paulo. Graduado pela faculdade de direito de Bauru (SP), o novo ministro é doutor em estado de direito e governança global e mestre em estratégias anticorrupção e políticas de integridade pela Universidade de Salamanca, na Espanha. Além disso, Mendonça é pós-graduado em direito público pela Universidade de Brasília.

É advogado da União desde 2000, tendo exercido, na instituição, os cargos de corregedor-geral da Advocacia da União e de diretor de Patrimônio e Probidade, dentre outros. Recentemente, na Controladoria-Geral da União (CGU), como assessor especial do ministro, coordenou equipes de negociação de acordos de leniência celebrados pelo Estado e empresas privadas.

Conheça Alexandre Ramagem, novo diretor-geral da PF

(Foto: Carolina Antunes/Presidência da República)

Alexandre Ramagem, que exercia o cargo de diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), é graduado em direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Ingressou na Polícia Federal (PF) em 2005 e atualmente é delegado de classe especial. Sua primeira lotação foi na Superintendência Regional da PF no estado de Roraima.

Em 2007, Ramagem foi nomeado delegado regional de Combate ao Crime Organizado. Em 2011, foi transferido para a sede do PF em Brasília com a missão de criar e chefiar a Unidade de Repressão a Crimes contra a Pessoa. Dois anos depois, assumiu a chefia da Divisão de Administração de Recursos Humanos e, a partir de 2016, passou a comandar a Divisão de Estudos, Legislações e Pareceres da PFl.

No ano de 2017, tendo em conta a evolução dos trabalhos da Operação Lava-Jato no Rio de Janeiro, Ramagem foi convidado a integrar a equipe de policiais federais responsável pela investigação e Inteligência de polícia judiciária no âmbito dessa operação. A partir das atividades desenvolvidas, passou a coordenar o trabalho da PF junto ao Tribunal Regional Federal da 2ª Regional, com sede no Rio de Janeiro.

Já em 2018, assumiu a Coordenação de Recursos Humanos da Polícia Federal, na condição de substituto do diretor de Gestão de Pessoal. Em razão de seus conhecimentos operacionais nas áreas de segurança e Inteligência, foi encarregado, ainda em 2018, da Coordenação de Segurança do então candidato e atual presidente da República, Jair Bolsonaro.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
02 de Junho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »