Política

Governo fará concessões a políticos na reforma da Previdência

Uma das possibilidades é acabar com o Plano de Seguridade Social dos Congressistas

Por Redação Tupi

Uma das possibilidades é acabar com o Plano de Seguridade Social dos Congressistas
(Foto: Reprodução)

Depois de criar uma nova regra de transição para beneficiar servidores públicos e trabalhadores do INSS, o relator da reforma da Previdência , deputado federal pelo estado de São Paulo Samuel Moreira (PSDB), estuda dar um alívio para senadores e outros deputados na proposta que tramita no Congresso Nacional.

Uma das possibilidades é acabar com o Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), inclusive para os parlamentares que já contribuem para o regime especial. Neste caso, os congressistas passariam para o regime geral e receberiam de volta os valores de contribuição que foram pagos acima do teto do INSS. Outra ideia é tornar a adesão ao PSSC opcional, autorizando a permanência de quem quiser. No entanto, seria preciso cumprir regras de transição semelhantes às dos servidores públicos.

A reforma prevê que, para acessar o benefício, eles teriam que cumprir à idade mínima de 65 anos, homens, e 62 anos, mulher, com pedágio de 30% sobre o tempo de contribuição que falta para aposentadoria. Considerando as regra atuais do PSSC, deputados federais e senadores podem chegar a receber aposentadorias acima de 33 mil, quase seis vezes o rendimento máximo do INSS, caso fiquem 35 anos no cargo, ou alcançarem os 60 anos de idade, independentemente de gênero.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »