Política

Moro pede licença de ministério ‘para tratar de assuntos particulares’

Afastamento será de uma semana, entre os dias 15 e 19 de julho

Por Redação Tupi

Afastamento será de uma semana, entre os dias 15 e 19 de julho
(Foto: Reprodução)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu para ficar afastado durante uma semana da pasta “para tratar de assuntos particulares”. A licença de Moro do cargo valerá entre os dias 15 e 19 de julho. O despacho presidencial autorizando o afastamento temporário do ministro foi publicado na edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União (DOU).

Por intermédio de uma nota emitida por sua assessoria, nesta segunda-feira, o Ministério da Justiça e Segurança Pública explicou que se trata de uma licença não remunerada, prevista em lei: “Por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (Art. 81. Conceder-se-á ao servidor licença, VI – para tratar de interesses particulares)”.

De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, o afastamento de Moro não tem ligação com as mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil, que mostram supostas conversas do ministro, à época juiz-federal em Curitiba, com procuradores da operação Lava Jato. Segundo um auxiliar da pasta declarou ao Estadão, a licença era prevista desde que Sergio Moro assumiu o cargo, em janeiro deste ano.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »