Política

Novos diálogos mostram que procuradores da Lava Jato protegeram Moro diante de conflitos com STF

O intuito era evitar que os impasses entre o então juiz federal e o Supremo paralisassem as investigações

Por Redação Tupi

O intuito era evitar que os impasses entre o então juiz federal e o Supremo paralisassem as investigações da operação
(Foto: Pedro França/Agência Senado)

Em uma nova reportagem do site The Intecerpt Brasil, em parceria com o jornal Folha de São Paulo, publicada neste domingo, foi revelado uma nova parte do conteúdo das mensagens vazadas de conversas entre o ex-juiz federal Sérgio Moro e procuradores da operação Lava Jato. Os novos diálogos mostram que Moro foi protegido pelos procuradores, com intuito de evitar que conflitos e impasses entre ele e o Supremo Tribunal Federal (STF), paralisassem as investigações.

A intenção era evitar a divulgação de documentos encontrados, em 2016, na casas de executivos da Odebrecht, pela Polícia Federal. Os procuradores acreditavam que caso fosse exposto indevidamente os nomes de políticos com foro especial, que só podem ser investigados com a autorização do STF, poderia agravar ainda mais o confronto já existente com o Supremo.

O temor dos procuradores era de que o ministro do STF Teori Zavascki, relator da operação Lava Jato no Supremo, separasse os inquéritos que estavam sob controle de Moro em Curitiba.

O episódio teria acontecido um dia após Moro ter sido repreendido pela Corte, devido a divulgação de conversas telefônicas grampeadas do ex-presidente da República Luis Inácio Lula da Silva (PT), alvo da operação.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »