Brasil

PSL suspende cinco deputados de atividades partidárias

Conflito entre apoiadores de Bolsonaro e ala bivarista aumentam crise no partido

Por Redação Tupi

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar. Marcelo Camargo/Agência Brasil

A cúpula do partido ligada a Luciano Bivar do PSL suspendeu as atividades partidárias de cinco deputados com efeito imediato, nesta sexta-feira. A sigla alega que os parlamentares atacaram o partido e o presidente Bivar. Os parlamentares suspensos são: Carla Zambelli e Alê Silva, Filipe Barros, Carlos Jordy e Bibo Nunes. A atitude do partido é em resposta à tentativa dos deputados de tentarem destituir o Delegado Waldir da liderança do PSL na Câmara.

O ato dos deputados é em reflexo a disputa entre os apoiadores do presidente e a ala bivarista, desde pedido de Jair Bolsonaro para que o PSL abrisse as contas do partido. Durante a semana, cerca de 20 parlamentares, com interferência de Bolsonaro, tentaram emplacar Eduardo Bolsonaro na liderança do PSL na Câmara. As duas alas brigaram para conseguir o maior número de assinaturas, mas o grupo de Bivar conseguiu manter Waldir na liderança. Com a suspensão, os deputados não poderão assinar listas partidárias.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »