Brasil

Supremo recebe ação do PSL contra o juiz de garantias

Além do ex-partido do presidente Jair Bolsonaro, outras siglas entraram com ações contra a medida

Por Redação Tupi

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O Partido Social Liberal (PSL) ajuizou uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a figura do juiz de garantias, na última quarta-feira.

Além do ex-partido do presidente Jair Bolsonaro, outras siglas entraram com ações para suspender a validade da lei. Esse é o caso do Podemos e do Cidadania, e outra da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe).

Na ação, o PSL solicita que o STF suspenda liminarmente os trechos da lei que criaram o “juiz de garantias” até que o julgamento seja concluído.

O juiz de garantias será responsável por conduzir decisões ao longo do processo como solicitações de documentos e quebras de sigilo, entre outras. E outro magistrado dará a sentença. Atualmente, um mesmo juiz toca todo o processo e dá a sentença.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
22 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »