Destaques

‘Temos um psicopata na presidência da República’, dispara João Dória sobre Bolsonaro

Governador de São Paulo participou do programa 'Cidinha Livre', nesta quinta-feira (23)

Por Victor Yemba

Na imagem, Cidinha Campos entrevista João Dória
Cidinha Campos entrevista o governador de São Paulo, João Dória (Divulgação: TV Max)

O governador de São Paulo, João Dória, participou de uma entrevista exclusiva no programa ‘Cidinha Livre’, nesta sexta-feira (23). Durante o programa, Dória falou sobre vacina, Bolsonaro, próximas eleições, entre outros assuntos no programa da rádio mais amada do Brasil.

Cidinha questionou como o prefeito estava após ter testado positivo para a Covid-19. “Cidinha, eu estou bem, estou ótimo, bem disposto, assintomático e saber por que? Graças a vacina”.

Ainda durante a entrevista, Dória falou da sua relação com o presidente da república, Jair Bolsonaro, que segundo ele, não acredita na credibilidade da vacina.”Bolsonaro não acredita em vacina. Nem Coronavac, ele acredita em cloroquina. É diferente, Um psicopata como ele continua afirmando que é uma gripezinha, um resfriadozinho. Tira a máscara de criança e chama de covardes os adultos que usam máscaras e os jovens também. Enfim… temos um psicopata na presidência da república. Não dá pra levar nada em consideração do que ele fala”, disparou Dória.

Cidinha relatou sobre uma denúncia do Jornal Estado de São Paulo, dizendo que o ministro da defesa, general do Exército Walter Braga Neto, teria mandado interlocutores para avisar “ou tem voto escrito, ou não tem eleição. “Eu acredito no jornalismo sério, soberano, que é praticado pelo jornal Estado de São Paulo, pelo jornalismo da Super Rádio Tupi, pelo jornal O Globo, pela revista Veja, e tantas outras revistas e veículos de comunicação que tem um jornalismo sério. Já dei a minha mensagem a esse general Braga Neto que o Brasil e a democracia do estado de direito são maiores do que o flerte autoritário dessa frase e dessa ameaça que ele dirigiu ao Brasil durante essa conversa que ele teve com o presidente da Câmara Federal, o deputado Arthur Lira. […] O fato ocorreu. Esse é um governo de covardes. São covardes. Afirmam num dia e desafirmam no outro seguinte”.

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (23), que a ideia era não se filiar em nenhum partido, mas que vai se filiar ao Partido Progressista, nos próximos dias para conseguir a governabilidade. A apresentadora questionou se é possível governar sem se filiar a algum partido. “Isso só é possível na cabeça de um maluco. Um maluco acha que ele é o poder. Eu sou o poder e tudo demanda de mim. É o rei soleil. É o rei sol. É o Luiz XIV brasileiro. É o Jair Bolsonaro. Ele agora não quer nem se quer ter partido. Não quer ter eleição. Não quer ter a urna eletrônica, a mesma que ele elegeu, ele contesta. Infelizmente nós temos um psicopata na presidência da República. É muito triste ver essas circunstâncias”, afirmou.

Cidinha Campos perguntou também sobre a referência do presidente Bolsonaro ao Centrão. “Em novembro de 2018, ele dizia exatamente o oposto. Ele dizia que era contra o Centrão. Que o Centrão destruía o Brasil e que ele jamais faria isso. Ele acusava o então presidente da república, Michel Temer de ter feito uma associação com o Centrão. O mesmo que ele diz que faz parte”, continua.

A apresentadora perguntou ainda sobre as pesquisas referentes aos candidatos à presidência da república em 2022. “A pesquisa é séria. O DataFolha é um órgão de pesquisa sério. Primeiro você pesquisa 1 ano e meio antes do processo eleitoral porque isso reflete apenas o momento. É o retrato do agora. Não é um retrato do futuro. O que eu destaco nessa pesquisa é que 52% das pessoas pesquisadas pelo Datafolha estão na faixa das pessoas dos ‘Nem Nem’: Nem Lula, nem Bolsonaro. [..] Quero lembrar também que 1 ano e 5 meses antes da eleição a gente não pode fazer projeções definitivas para o futuro. […] Quando  eu entrei nas eleições e venci as prévias do PSDB em 2016 para disputar a prefeitura na capital, a primeira pesquisa que foi Ibope, eu tinha 1%. Na primeira pesquisa do DataFolha eu tinha 2%. Tinham 7 candidatos na minha frente, sendo que o primeiro tinham 38%, o segundo tinha 24%, o terceiro 17%, o quarto tinha 12%, o quinto tinha 7%. Nós vencemos as eleições com 53% dos votos. Vencemos o Fernando Haddad do PT, com Lula fazendo campanha, e com tudo isso vencemos as eleições no primeiro turno”.

O governo de São Paulo aplicou multa no presidente Bolsonaro por ter participado de uma “motociata” sem utilizar máscara, causando aglomeração e desrespeitando todos os protocolos, regras e medidas restritivas estabelecidas pelo governo do Estado Paulista. “Ele não paga nada. Ele só gosta de receber, principalmente as ‘rachadinhas’, ele e os filhos. Pagar, jamais. Receber, sempre. A multa foi aplicada, ele já perdeu o prazo de recurso, já venceu e o nome dele vai parar no SERASA”, disse ele.

Sobre o ritmo da vacinação em São Paulo, Dória reafirmou que até o dia 20 de agosto todos os adultos com mais de 18 anos serão vacinados. “Já no dia 23 de agosto, começaremos a vacinar os adolescentes de 12 anos ou mais […] Até outubro vamos contemplar todas as pessoas com as vacinas”, disparou.

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) se pronunciou nesta quinta-feira (22) sobre um incidente ocorrido no último final de semana. No domingo (18), a parlamentar acordou com hematomas no rosto, marcas de sangue no chão de casa, dois dentes quebrados e um corte no queixo. Um hospital de Brasília constatou cinco fraturas no rosto e na costela. Segundo a deputada, ela não se lembra do que aconteceu, mas acredita ter sido alvo de um atentado. Ela ligou para o marido que dormia em outro quarto, que a socorreu. Dória falou sobre o que achava. “Tenho admiração e profundo respeito por ela. Me solidarizo com ela sobre a violência que ela sofreu. […] Ela não se lembra do que aconteceu mas tem em seu corpo as marcas do que sofreu. Portanto, é preciso ser investigado”.

Cidinha também questionou o que o governador faria para “renovar”, o Brasil. “10 mandamentos para o Brasil: 1º Fora Bolsonaro. 2º Fora Lula”.

Para finalizar, Dória fez uma reflexão sobre Jair Bolsonaro. “Bolsonaro não tem mandamento, ele precisa de saneamento. Uma internação no hospital psiquiátrico para tentar curar sua incapacidade, sua maluquice e sua psicopatia”, finalizou.

Ouça a entrevista completa:

 

Assista:

 

 



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »