Brasil

Toffoli nega recurso de Witzel para adiar julgamento no Superior Tribunal de Justiça

O julgamento vai ser na Corte Especial do tribunal, formada pelos 15 ministros mais antigos da Casa

Por Marcos Antonio de Jesus

 (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, negou o pedido de Wilson Witzel para adiar o julgamento do Superior Tribunal de Justiça, marcado para a tarde desta quarta-feira, que vai analisar a decisão que determinou o afastamento dele do mandato de governador do Rio de Janeiro.

O julgamento vai ser na Corte Especial do tribunal, formada pelos 15 ministros mais antigos da Casa. Ao todo, o STJ tem 33 cadeiras. Na avaliação de técnicos do STJ, são necessários 10 dos 15 votos para que Witzel seja mantido afastado do cargo. O presidente do STJ só vota em caso de empate.

O afastamento de Witzel vale por 180 dias e foi determinado pelo ministro Benedito Gonçalves, a pedido da Procuradoria-Geral da República na Operação Tris In Idem.  Para pedir o adiamento do julgamento, a defesa de Witzel argumentou que não haveria tempo hábil para que o STJ julgue o tema antes da análise do recurso pelo STF.

Os ministros Felix Fischer, João Otávio de Noronha, Herman Benjamin Jorge Mussi se declararam impedidos e não vão participar do julgamento.

 

 

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
29 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »