Rio

Acusados pela morte de Patrícia Amieiro tem julgamento adiado

O advogado de defesa não compareceu na audiência

Por Redação Tupi

Nesta quinta-feira, o julgamento dos quatro policiais militares, apontados como responsáveis pela morte da engenheira Patrícia Amieiro, morta em junho de 2008, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, foi adiado após o não comparecimento do advogado de defesa à audiência. O juiz remarcou a sessão para o próximo dia 26. Há 11 anos a família de Patrícia aguarda pelo desfecho do caso. A mãe da vítima, Tânia Márcia Amieiro, disse que espera que os PMs sejam condenados.

“Esses caras têm que ser presos. Você não pode matar uma pessoa, sumir com o corpo e ficar tudo bonitinho, fazendo festa em casa, curtindo a vida deles e a gente com a nossa tristeza. E claro, eu quero a minha vitória”, declarou Tânia.

Patrícia teve o carro atingido por vários disparos durante ataque de policiais militares que desconfiaram que o veículo da jovem seria de traficantes. De acordo com a investigação os autores teriam alterado o local do crime, retirado o corpo do veículo e jogado o carro na ribanceira, na tentativa de encobrir o flagrante.

Comentários
enquete

A verdade é sempre a melhor opção?
Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »