Política

Autódromo de Deodoro tem licitação suspensa pela Justiça

O Ministério Público Federal fez um pedido para que seja apresentado Estudo e Relatório de Impacto Ambiental do local

Por Redação Tupi

A Prefeitura do Rio entrou na briga para ter a corrida de Fórmula 1 no Rio de Janeiro. Mas o Ministério Público Federal pediu que nenhuma obra fosse realizada até que o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima) estivesse pronto e a licença prévia fosse concedida. Nesta sexta-feira, a Justiça Federal suspendeu, em caráter liminar, a licitação para a construção do autódromo do Rio.

O MP já havia tentado suspender a licitação antes que a Prefeitura anunciasse o vencedor da concorrência, que teve apenas a Rio Motorpark como participante. Em maio a empresa ganhou o direito de construir  e explorar um autódromo em um terreno de 4,5 quilômetros de extensão, cedido pelo Exército em Deodoro, na Zona Norte da cidade. O contrato de concessão é válido por 35 anos e tem valor estimado em R$ 697 milhões.

O projeto seria construído no local conhecido como Floresta de Camboatá, em Deodoro, Zona Oste da cidade. De acordo com o MPF, a área “é o único ponto remanescente de grande porte de Mata Atlântica em área plana na cidade”.

Comentários
enquete

Usar as redes sociais é uma boa maneira de terminar um relacionamento?
Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »