Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Obras de reativação do Teleférico avançam no Complexo do Alemão

Serviço vai melhorar mobilidade de moradores da comunidade graças a quase R$170 milhões em investimentos

Publicado

em

Estação Baiana
(Foto: Divulgação)

As obras de revitalização do Teleférico do Alemão seguem a todo vapor. O Governo do Rio está promovendo a reforma das seis estações do equipamento com serviços de recuperação das instalações hidráulicas e sanitárias, sistemas elétricos, de iluminação e controle e instalações mecânicas. O investimento nesta primeira etapa é de R$16,9 milhões.

Atualmente, os agentes atuam nas estações de Bonsucesso, Alemão e Baiana para recuperar os banheiros com troca de revestimentos, parte elétrica, gesso, pintura do telhado e substituição dos defletores de sol danificados pela ação do tempo.

“Nosso objetivo é devolver aos moradores a oportunidade de desfrutar de um meio de transporte acessível e barato, além de fazer valer o dinheiro do contribuinte. É inadmissível um equipamento deste porte ter permanecido tantos anos abandonado. Por isso, estamos cumprindo nosso compromisso e trabalhando diariamente para acelerar essa entrega”, declarou o governador Cláudio Castro.

Com percurso total de 3,5 quilômetros e 152 gôndolas com capacidade de 10 passageiros cada, o teleférico vai voltar a beneficiar cerca de 10 mil moradores das comunidades de Bonsucesso, Adeus, Baiana, Alemão, Itararé e Palmeiras. Quando o maquinário estiver em perfeitas condições, o trajeto total poderá ser feito em 15 minutos, reduzindo drasticamente o tempo de deslocamento dos moradores.

De acordo com o secretário Rogério Brandi, as intervenções seguem dentro do cronograma estipulado pelo Estado. “Estamos avançando bem e sem intercorrências nas três primeiras estações. Na estação de Bonsucesso, por exemplo, que tem uma estrutura mais complexa, já concluímos cerca de 40% das intervenções. Já na Baiana, nosso foco é a recuperação das paredes e lajes, porque a umidade prejudicou bastante nesses últimos anos. Em breve, vamos poder entregar a primeira fase das obras para dar prosseguimento à reativação da parte operacional do Teleférico”, explicou.

Oportunidades de empregos para moradores

Vários funcionários contratados para a execução das obras residem na comunidade, fazendo com que a recuperação do Teleférico gere, além de mais mobilidade, emprego e renda. Gelson Oliveira da Silva, de 49 anos, por exemplo, passou 12 anos desempregado, mas agora está trabalhando para reativar um patrimônio que ele e sua família vão utilizar com frequência.

“Eu estava parado há muito tempo e quando surgiu essa oportunidade perto da minha casa, eu fiquei muito feliz. Usei muito o teleférico na época em que ele foi inaugurado e era um transporte muito útil para o dia a dia da comunidade. Lembro que fazia meu trajeto diário em apenas 10 minutos. É muito especial ajudar a trazer de volta um benefício que irá colaborar com a vida de muitas pessoas que eu conheço e ainda ajudar no sustento da minha família”, afirmou o ajudante de manutenção.

Na próxima fase das obras de reativação, o investimento será de R$ 150 milhões e contará com a recuperação e atualização dos equipamentos. O transporte aéreo por cabo, além de ser a melhor alternativa para o transporte dos moradores, também promete ser um estímulo para o turismo nas comunidades alcançadas pelo Teleférico.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.