Rio

Ceasa é alvo de embate entre autoridades

Deputado estadual Dionísio Lins criticou o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, durante entrevista para a Rádio Tupi

Por Amanda Ribeiro e Luiz Walcyr

(Foto: Montagem / Super Rádio Tupi)

O deputado estadual Dionísio Lins (PP) falou sobre a polêmica da possível mudança da Central de Distribuição de Alimentos do Rio de Janeiro (Ceasa) para Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, proposta esta feita pelo prefeito Washington Reis.

Em entrevista exclusiva para a Super Rádio Tupi, nesta terça-feira (08), o parlamentar afirmou ser contra o projeto. Segundo Dionísio, Washington Reis está mentindo e tentando se reeleger ao querer a mudança da central para o município de Caxias.

“Hoje, para mim, o prefeito de Duque de Caxias é classificado como Odorico Paraguaçu (em alusão ao personagem criado por Dias Gomes). A Ceasa é tombada e não poderá ser transferida para lugar nenhum. Ele tentou vender isso na campanha, ganhou a eleição, e agora, para reeleição, quer fazer de novo. O ‘Odorico Paraguaçu’, prefeito de Caxias, está mentindo.”, afirmou.

Em outro momento da entrevista, o deputado chegou a afirmar que o governador Wilson Witzel terá grandes problemas caso acate a proposta. Ele também falou da importância dos empregos gerados na Capital Fluminense.

“Nós deputados teremos que autorizar, ou não. Se o governador assim o fizer, terá problema conosco. Não vamos deixar perder os empregos e a arrecadação do Rio de Janeiro para tentar uma medida eleitoreira do ‘Odorico Paraguaçu’. A Ceasa vai continuar onde está, em Irajá. O resto é conversa fiada.”, disse.

(Foto: Reprodução)

A proposta feita por Washington Reis também não agradou os comerciantes, que reclamaram do trânsito do novo local. O assunto foi abordado por Dionísio.

“É um erro. A Ceasa está muito bem resolvida. O consumidor já está habituado com a Ceasa aonde está. Os permissionários não aceitam nem começar a conversa. Isso é uma coisa que o prefeito ‘Odorico Paraguaçu’ quer fazer e não existe. É meter um terreno na lua”, criticou Dionísio Lins.

A Central de Distribuição funciona em Irajá, na Zona Norte do Rio, desde 1974, e conta com 2 milhões de m². Por dia, o local, administrado pelo governo do estado, recebe, em média, 50 mil pessoas.

Já o novo projeto levaria a sede para Duque de Caxias, na Rodovia BR-040. O novo local seria administrado pela iniciativa privada e teria 3 milhões de m². Cerca de R$ 50 milhões seriam pagos ao executivo estadual.

O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, preferiu não se manifestar sobre as declarações de Dionísio Lins.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
08 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show de Bola
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »