Modal

Cremação do corpo do miliciano Adriano da Nóbrega é negada pela Justiça do Rio

Segundo a juíza, não constam no pedido documentos imprescindíveis para a cremação

Por Redação Tupi

Adriano Magalhães da Nóbrega, miliciano e chefe do Escritório do Crime — Foto: Reprodução

A Justiça do Rio proibiu nesta quarta-feira  a cremação do corpo do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega. A  Decisão foi da  juíza, Maria Izabel Pena Pieranti. A magistrada  alegou  “que não se encontram preenchidos os requisitos previstos na Lei de Registros Públicos (lei 6.075/1973)”.

Segundo a juíza, não constam no pedido documentos imprescindíveis para a cremação, como a cópia da Guia de Remoção de Cadáver e o Registro de Ocorrência.

A juíza reitera, ainda, que Adriano não morreu de causas naturais e que, segundo consta em sua certidão de óbito, ele sofreu anemia aguda e politraumatismo causados por instrumento perfuro-cortante.O pedido de cremação havia sido feito pela família do ex-policial.

A cerimônia estava prevista para as 10h desta quarta no Crematório do Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária do Rio.

 

 

 

Rota de fuga

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
31 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Fala Garotinho
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
11:00 - Programa Francisco Barbosa
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
08:00 - Programa Roberto Canazio
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »