Política

Defensoria Pública recorre de decisão que desobriga Estado do Rio de fornecer merenda a alunos

De acordo com a Defensoria, a alimentação escolar é um direito previsto na Constituição

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

A Defensoria Pública do Rio informou, nesta terça-feira, que vai recorrer da decisão do ministro Dias Toffoli, do STF, que suspende a obrigatoriedade do governo do Rio de oferecer merenda escolar aos alunos durante a pandemia do coronavírus. De acordo com a Defensoria, a alimentação escolar é um direito previsto na Constituição para todas as crianças e adolescentes matriculados na rede pública de ensino e, por consequência, um dever do Estado.

Em nota, a Defensoria afirmou que cabe ao poder Judiciário intervir para assegurar o direito à alimentação para os estudantes.  A decisão do ministro Dias Toffoli é dia 1º de setembro. O STF entendeu que a medida causaria risco às finanças públicas e que cabe ao Estado a decisão de disponibilizar os alimentos ou não.

Comentários

enquete

Fluminense tem chances de avançar na Libertadores?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
07 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »