Patrulhando a Cidade

Familiares de homem com problemas mentais acusam PM de ter atirado nele, na Baixada Fluminense

Homem estava comendo uma quentinha quando foi baleado na perna

Por Diana Rogers

Foto: Arquivo Pessoal

Familiares de um homem com problemas psiquiátricos, que foi baleado em São João de Meriti, acusam policiais militares de terem atirado nele. Rafael Alexandre da Silva Conceição, 31 anos, que foi diagnosticado com psicose em 2014, foi baleado nas duas pernas durante uma abordagem de Policiais Militares do Batalhão de São João de Meriti (21BPM). Os parentes dele disseram que Rafael estava sentado na rua, comendo uma quentinha, quando dois policiais chegaram e determinaram que ninguém corresse. No entanto, Rafael saiu do local e acabou sendo baleado.  Daiana de Jesus, cunhada da vítima, conta que os policiais sequer socorreram Rafael.

“Devido a esse problema, toda vez que ele vê polícia ele corre mesmo. Os policiais não socorreram, foram embora. A comunidade que ajudou a socorrer. Foi uma grande covardia até porque os policiais já tinham visto ele outras vezes, então já sabiam que ele tinha problemas”.

Por meio de nota, a Assessoria de Imprensa da Polícia Militar disse que o Batalhão de São João de Meiri (21 BPM) fazia patrulhamento perto da comunidade do Buraco Quente para reprimir o roubo de veículos e o roubo de cargas, quando criminosos atacaram as equipes e houve uma troca de tiros. Logo depois, ainda segundo a PM, a sala de operações foi informada que uma pessoa teria dado entrada na UPA da região com ferimentos de arma de fogo.
O comandante do batalhão disse que vai instaurar uma sindicância para apurar o fato.

O caso está  sendo investigado pela 64ª DP (São João de Meriti).

 

 

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »