Conecte-se conosco

Rio

Feriado de São Sebastião com hotéis lotados no interior do estado do Rio

Secretaria de Estado de Turismo e TurisRio celebram alta ocupação hoteleira nos diversos destinos de regiões turísticas do Estado

Publicado

em

Feriado de São Sebastião com hotéis lotados no interior do estado do Rio
Feriado de São Sebastião com hotéis lotados no interior do estado do Rio (Arraial do Cabo/ Foto: Acervo Setur-RJ/TurisRio)

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ) e a TurisRio celebram a alta ocupação hoteleira no interior do estado para o feriadão de São Sebastião. O levantamento, feito pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RJ (ABIH-RJ), foi divulgado nesta quinta-feira (19) e traz os números referentes ao período de 20 a 22 de janeiro, revelando média de 85,91% contra 73,32% para o mesmo feriado em 2022.

Arraial do Cabo está em primeiro entre as cidades do interior, com 99,50% de ocupação, seguido de Armação dos Búzios (91,10%), Cabo Frio (90,40%), Angra dos Reis e Rio das Ostras, ambos com 90,30%. Em seguida, compõem o ranking os municípios de Miguel Pereira (90,20%), Vassouras (89,50%), Valença/Conservatória (89,20%), Paraty (86%), Petrópolis (85,30%), Macaé (85,20%), Teresópolis (76,20%), Nova Friburgo (70,10%) e Itatiaia/ Penedo (69,50%).

De acordo com o secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca, é mais um feriado com ótimas taxas de ocupação na rede hoteleira do interior.

“Em muitas cidades esse número passa de 90%. Quero destacar aqui a cidade de Miguel Pereira, que tem visto o turismo na região ser alavancado pelo parque temático Terra dos Dinos, inaugurado recentemente. Isso comprova que, quando há investimento, o retorno vem. E não só para o turismo, mas para a economia da região de uma forma geral”, afirma o secretário Tutuca.

O presidente da ABIH-RJ, Paulo Michel, comemora os bons resultados. “As cidades litorâneas da Região da Costa do Sol estão na liderança, o que era esperado, pois estamos no verão. Mas o interior do Estado do Rio oferece mais do que belas praias, como história e cultura, o que pode ser comprovado pelo desempenho de cidades como Vassouras e Conservatória. Acreditamos que essa ocupação aumentará ainda mais, podendo chegar na média geral a 90%”, ressaltou Paulo Michel.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *