Jornalismo

Hospitais de campanha são desativados no RJ

As unidades de São Gonçalo e da Lagoa começam a ser desmontadas

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

Os hospitais de Campanha de São Gonçalo e da Lagoa fecham as portas nesta quinta-feira (20). A medida atende uma decisão da Secretaria de Estado de Saúde do Rio. Na unidade de São Gonçalo, na Região Metropolitana, não há mais pacientes internados, enquanto o Hospital de Campanha da Lagoa, localizado na Zona Sul da cidade do Rio tem cinco leitos ocupados.

Uma liminar da Justiça mantinha o hospital de pé, mas a medida foi cassada na última terça-feira (18). O custo para a construção do hospital foi de R$ 60 milhões, sendo R$ 40 milhões pagos por uma empresa privada do setor da Saúde e restante pela prefeitura do Rio.

O hospital de campanha da Lagoa contava com 200 leitos, desses, 100 eram de enfermaria e 100 pertenciam à Unidade de Terapia Intensa (UTI). Mais de 700 pacientes chegaram a ser atendidos na unidade de saúde.

Já o Hospital de Campanha de São Gonçalo, inaugurado há pouco mais de dois meses, custou R$ 90 milhões aos cofres do Governo do Estado.  A unidade tem capacidade para 200 leitos, sendo 120 de enfermaria e 80 de UTI.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
01 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »