Capital Fluminense

Justiça autorizou grampos telefônicos que ajudaram a localizar o miliciano Ecko

Wellington da Silva Braga, um dos maiores milicianos do país, foi morto neste sábado (12), durante uma operação da Polícia Civil

Por Tatiana Campbell

Wellington da Silva Braga, o miliciano Ecko
Wellington da Silva Braga, o miliciano Ecko (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

O Tribunal de Justiça do Rio informou que a operação policial que resultou na prisão de Wellington da Silva Braga, o Ecko, usou dados de interceptações telefônicas dos últimos cinco anos. O TJ autorizou a interceptação de vários alvos, entre eles Ecko para monitorar a quadrilha.

Foi através deste recurso, inclusive da mulher do miliciano, que Ecko foi localizado, neste sábado (12), na casa de parentes em Paciência, na comunidade das Três Pontes, na Zona Oeste. Ele foi baleado na operação e acabou morrendo.

De acordo com a polícia, o Bonde do Ecko domina boa parte da Zona Oeste da capital Fluminense, além de outros redutos no estado.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Roberto Canazio
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
10:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »