Conecte-se conosco

Rio

Maricá promove encontro para iniciar revisão Plano Local de Habitação

Evento ocorreu, na tarde de hoje, no teatro do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) e contou com a participação do idealizador do projeto Na Régua do Governo do Estado do Rio

Publicado

em

Maricá promove encontro para iniciar revisão Plano Local de Habitação
Maricá promove encontro para iniciar revisão Plano Local de Habitação (Foto: Tiago Gonçalves)

A prefeitura de Maricá promoveu, na tarde desta sexta-feira (20), um encontro para discutir a Revisão do Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS) no (local), aprovado no ano de 2010.

Além do prefeito, Fabiano Horta, e do Secretário de Habitação, Victor Maia, o evento também contou com a participação do ex-Subsecretário de Habitação do Estado, hoje Subsecretário da Secretaria de Infraestrutura e Cidades (SECID/RJ), Allan Borges, idealizador do Na Régua, projeto de habitação de interesse social do Estado, que realizou o primeiro Censo de Inadequação Habitacional da história do Rio de Janeiro.

Na oportunidade, foram debatidas as diretrizes, linhas programáticas, fontes de recursos e indicadores, bem como os desafios e as oportunidades, dentro de um novo contexto, que orientarão a revisão de toda a política habitacional do município, situado na região metropolitana do Estado. A base científica e a metodologia são traços comuns entre as duas políticas públicas de habitação praticadas pelo município de Maricá e pelo estado do Rio de Janeiro.

Segundo Allan Borges, especialista em habitação de interesse social, o trabalho realizado pela prefeitura de Maricá é brilhante e ressalta a importância de uma gestão baseada na ciência.

“Maricá está na dianteira em relação às práticas mais sofisticadas em habitação de interesse social. O prefeito Fabiano e o Secretário Victor estão de parabéns pelo brilhante trabalho que vem sendo desenvolvido aqui. Como é bom perceber que projetos baseados em métodos científicos estão se expandindo e inspirando outros gestores. Em pleno 2023, não cabe mais conduzir políticas públicas importantes, baseadas em meros achismos ou interesses pessoais “, declarou Borges.

Lançado no ano passado pelo Governo do Estado, o projeto Na Régua já desenvolveu mais de 3 mil projetos, entre assistência técnica e melhorias habitacionais, e instalou escritórios em 22 comunidades.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *