Conecte-se conosco

Rio

Mulher e idoso morrem em tentativa de assalto na Linha Amarela

Mulher que estava em um ponto de ônibus e um passageiro morreram em tiroteio na Linha Amarela. Uma terceira pessoa ficou ferida

Publicado

em

Deborah Vilas Boas da Silva, de 27 anos, deixa uma filha de sete meses.
Deborah Vilas Boas da Silva, de 27 anos, deixa uma filha de sete meses. Foto: Reprodução / Redes sociais

Uma mulher e um idoso morreram baleados, na manhã desta terça-feira (18), durante tentativa de assalto na Linha Amarela, entre as saídas 6 e 7, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio, no sentido Barra da Tijuca.

Bandidos tentaram roubar um casal que estava em uma moto. Uma viatura da Polícia Militar flagrou a ação e houve tiroteio. Pessoas que estavam no ponto de ônibus e no coletivo ficaram na linha de tiro.

Arrastão na Linha Amarela deixa dois mortos.
Arrastão na Linha Amarela deixa dois mortos. Foto: Cyro Neves / Rádio Tupi

De acordo com a Polícia Militar, uma mulher, identificada como Deborah Vilas Boas da Silva, de 27 anos, estava esperando o ônibus no ponto quando foi baleada na testa e morreu. Ela havia acabado de tomar café e estava a caminho do trabalho. Deborah deixa uma filha de sete meses.

Um passageiro também foi atingido. José Carlos Miranda, de 64 anos, não resistiu e morreu no local.

Uma terceira vítima foi baleada e está internada no Hospital Salgado Filho, no Méier. Três bandidos fugiram e um, que ficou ferido, foi preso. Ele ganhou liberdade recentemente. Duas pistolas foram apreendidas.

Pistolas apreendidas após arrastão na Linha Amarela.
Pistolas apreendidas após arrastão na Linha Amarela. Foto: Divulgação / Polícia Militar

O ônibus da linha 315, que faz o trajeto Central x Recreio, via Linha Amarela, ficou com diversas marcas de tiros. O vidro traseiro chegou a quebrar completamente.

O trecho da Linha Amarela, na altura da saída 6, foi bloqueado. A recomendação é evitar a via expressa.

Continue lendo
6 comentários

6 Comments

  1. Penelope

    18 de junho de 2024 em 23:57

    Interessante que a notícia não especifica se as balas que mataram os cidadãos eram da polícia ou dos bandidos… e ninguém questiona isso? Independentemente de quem for, muito trágico! É muito normalizada a violência aqui. Precisamos de paz. Parem de transformar tudo em política, parecem que não estão nem aí para o que aconteceu de fato, ja dessensibilizados querendo usar tudo e qualquer coisa que acontece para criar picuinha política. É tudo farinha do mesmo saco, a população que se prejudica.

  2. ODAIR JOSÉ DOS SANTOS

    18 de junho de 2024 em 18:27

    Parabéns por usarem o termo “bandidos” e não “suspeitos”.

  3. Valmyr

    18 de junho de 2024 em 18:26

    Conforme o crime, do mais grave para o menos: pena de morte, prisão perpétua, trabalhos forçados, castração química, chibatadas (para os de “menor poder ofensivo”, haja vista a superlotação dos presídios). Crimes de corrupção cometidos por agentes públicos (juízed. políticos, policiais): expulsão sumária, execração pública, prisão sem direito a “progressão de pena”, perda de TODOS OS BENS que edtejam no próprio nome ou de familiar direto (cônjuge, filhos, pais, irmãos). Ufa! Acho que amedrontaria um pouco mais a vagabundagem…

  4. Eunice maciel

    18 de junho de 2024 em 08:25

    Bom dia.Depois que o Presidente petista entrou na presidência, todos os bandidos, ladrões ,assassinos,estupradores estão a vontade.A cidade ,o Brasil é só deles.Palmas para o lules e sua turma petista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *