Brasil

MPF suspeita que ex-secretário Astério Pereira ajudou na fuga do “Rei Arthur”

Até a noite desta quinta-feira haviam sido cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e três de prisão temporária

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Marcos Antonio de Jesus/ Super Rádio Tupi)

Astério Pereira dos Santos, procurador aposentado do Ministério Público do Rio, e ex-Secretário Nacional de Justiça, no Governo Temer, preso na manhã desta quinta-feira na Operação Titereiro, uma continuação das operações Calicute, Eficiência, Descontrole e Quinto do Ouro, todas etapas da Lava Jato, é suspeito de ajudar na fuga do empresário Arthur Cesar de Menezes Filho, o Rei Arthur, quando este saiu de Portugal para os Estados Unidos.

Em entrevista durante a tarde, os procuradores disseram que há indícios de que Astério, ainda na época que ocupava o cargo de Secretário Nacional de Justiça, ajudou o empresário a fugir. Segundo o Procurador Felipe Bogado, procurador da República, há um depoimento consistente de um colaborado que diz ter ouvido do próprio “Rei Arthur” que a informação para ele deixar Portugal e seguir para os Estados Unidos veio do Brasil.

Até a noite desta quinta-feira haviam sido cumpridos 5 mandados de prisão preventiva e três de prisão temporária. O nome da operação, Titereiro, é uma referência ao homem que controla marionetes, só movimentando os cordões, sem nunca aparecer.

Segundo os procuradores, essa era a função de Astério na organização criminosa. Ainda de acordo com os procuradores, o esquema de corrupção montado pelo ex-governador Sérgio Cabral ainda está em pleno funcionamento. A operação Titereiro tem 15 denunciados e R$ 816 milhões.

 

Comentários
recomendadas
enquete

O que você tem feito para se prevenir contra o coronavírus?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
02 de Abril de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »
-->