Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Operação mira facção criminosa que atua em comunidades de Realengo

Entre os alvos estão o chefe do tráfico da Nogueira e mototaxistas que atuavam como "olheiros".

Publicado

em

Preso em operação contra facções criminosas de Realengo
Cidade da polícia (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil faz, na manhã desta terça-feira (23), uma operação nas comunidades Jardim Novo, Nogueira e Light, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, para prender traficantes de uma facção criminosa que dominam a região. Até a última atualização desta reportagem, nove mototaxistas haviam sido presos. Um deles trabalhava nas horas vagas como entregador de remédios para uma farmácia.

De acordo com a corporação, cerca de 120 agentes do Departamento de Polícia Especializada, a Desarme, e da Core participam da Operação Jardim Suspenso. Eles cumprem 20 mandados de prisão pelo crime de associação para o tráfico de drogas.

Preso em operação contra facções criminosas de Realengo

Preso em operação contra facções criminosas de Realengo (Foto: Lucas Araújo / Super Rádio Tupi)

As investigações duraram seis meses e tiveram início em 2021, quando traficantes das três comunidades participaram de vários confrontos com milicianos e com uma facção criminosa por disputa territorial. Estes confrontos aumentaram, inclusive, o número de homicídios na região e causaram medo na população,

Entre os alvos estão o traficante identificado como líder do tráfico da Nogueira, “Da Macaca”, soldados do tráfico de drogas e mototaxistas, que atuavam por diversas vezes como “olheiros”, avisando comparsas em grupos de WhatsApp sobre a movimentação de policiais e quadrilhas rivais.

Preso em operação contra facções criminosas de Realengo

Preso em operação contra facções criminosas de Realengo (Foto: Lucas Araújo / Super Rádio Tupi)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.