Conecte-se conosco

Capital Fluminense

[OUÇA] Clima de emoção toma conta do Show do Clóvis Monteiro em entrevista com jovem vendedor de doces

Iggor Paz viralizou ao usar a criatividade para vender doces artesanais em shoppings do Rio

Publicado

em

Iggor Paz ao lado de Clóvis Monteiro
Iggor Paz ao lado de Clóvis Monteiro (Foto: Thamiris Teza / Super Rádio Tupi)

“Não basta você se debruçar, sentar na calçada e chorar. Tem que procurar com criatividade e resiliência a capacidade de olhar para a frente e buscar soluções. Tentar uma saída”. Foi com essa frase que Clóvis Monteiro, o motivador do Brasil, começou a contar a história de superação do empreendedor carioca Iggor Santana Gomes, conhecido como Iggor Paz.

Solteiro, de 35 anos, morador da cidade de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, Iggor viu no empreendedorismo uma oportunidade para fugir da crise causada pela pandemia de Covid-19 e conseguir uma grana extra no final do mês.

O empresário que viralizou nas redes sociais com o seu jeito inovador de vender doces artesanais, em shoppings do Rio de Janeiro, participou do Show do Clóvis Monteiro. Tímido, ele iniciou agradecendo pela oportunidade de estar em uma das rádios mais ouvidas e queridas do Brasil. “Estou muito honrado e feliz de estar aqui com vocês no programa”, disse.

Iggor Paz

Iggor Paz (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Com uma caixa de ferramentas restaurada, Iggor aborda vendedores e clientes de uma determinada loja com a seguinte frase: “Eu vim consertar o seu dia”. Com essa estratégia, ele conquista a clientela e, de quebra, consegue vender seus doces. Para Clóvis Monteiro, ele explicou como surgiu a ideia.

“Eu conheci um rapaz que ele vendia assim na Europa. Eu gostei dessa técnica de venda, só que ele vendia nas ruas”, disse ele ao mostrar a adaptação que fez para o próprio negócio. Veja abaixo:

A abordagem utilizada por Igor já está lhe rendendo bons ganhos financeiros. Em uma semana, o empreendedor consegue faturar R$ 2.000. Quando as vendas estão em alta, esse valor por ser ainda maior. “O mínimo que eu faço em um dia é R$ 400.”. Em uma publicação nas redes sociais, o jovem, que estava no Shopping Leblon, na Zona Sul do Rio, afirmou ter vendido 120, de um total de 142, em apenas cinco lojas. Confira abaixo:

Mas engana-se quem pensa que sempre foi fácil assim. Pra chegar aonde chegou – Iggor já está há um ano no ramo – o empresário precisou vender balas em sinais de trânsito. Ele contou as dificuldades que passou. “O sinal que eu vendia ficava aberto um minuto, mais ou menos, e dá pra eu abordar, no mínimo 10 carros. Eu vou passando de carro em carro oferecendo”.

Doces artesanais produzidos por Iggor Paz

Doces artesanais produzidos por Iggor Paz (Foto: Luiz Walcyr / Super Rádio Tupi)

O jovem é portador da doença hemiplegia, uma alteração neurológica em que ocorre a paralisa em um dos lados do corpo. No Show do Clóvis Monteiro, o empreendedor explicou como lida com as barreiras físicas. Ele disse ainda que a limitação não é um empecilho para trabalhar durante um dia inteiro. “Eu acredito que a nossa mente é o que limita a nossa vida.”

Para a entrevista, Iggor levou 120 doces. O que ele não esperava é que Clóvis Monteiro iria comprar todos e distribuir para os funcionários da Super Rádio Tupi.

O comunicador, inclusive, brincou com ele ao fazer uma espécie de leilão ao perguntar quando Igor queria por todos os doces.

Clóvis Monteiro distribui doces produzidos por Iggor Paz para os funcionários da Rádio Tupi

Clóvis Monteiro distribui doces produzidos por Iggor Paz para os funcionários da Rádio Tupi (Foto: Luiz Walcyr / Super Rádio Tupi)

Ouça a entrevista completa abaixo:

Gostou da história de Iggor Paz e quer ajudar? Acesse as redes sociais do empresário ou faça pedidos pelo número abaixo: (21) 98392-3245.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.