Coronavírus

Prefeito de Niterói pede suspensão total do funcionamento das barcas e catamarãs que ligam ao Rio

Rodrigo Neves alega que a capital fluminense já registra casos de transmissão comunitária do novo coronavírus, diferentemente de Niterói

Por Redação Tupi

Rodrigo Neves alega que a capital fluminense já registra casos de transmissão comunitária do novo coronavírus, diferentemente de Niterói
(Foto: Reprodução)

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), solicitou ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), a suspensão das operações da CCR Barcas e catamarãs que ligam a cidade sorriso a capital fluminense. Neves alega para o pedido que a cidade do Rio já registra casos de contaminação comunitária do novo coronavírus, quando não se consegue mais identificar de quem a pessoa contraiu a doença, enquanto Niterói só teve casos registrados da Covid-19 de moradores infectados no exterior.

Na noite da última quinta-feira, Wilson Witzel assinou um decreto, que entra em vigor a meia-noite deste sábado, proibindo a circulação de ônibus intermunicipais da Região Metropolitana para capital, além da entrada ou saída de motoristas de aplicativo da cidade do Rio. As únicas opções de transporte entre municípios, liberadas pelo documento, foram os trens e as barcas com restrições de acesso aos trabalhadores de serviços considerados essenciais, como médicos e jornalistas.

“Nós já temos nos antecipado nas medidas de isolamento social. A experiência internacional de combate ao vírus mostra que os países que mantiveram as pessoas em casa, com o menor número de gente circulando nas ruas, conseguiram conter a velocidade de transmissão do coronavírus. Eu pedi ao governador que as barcas e catamarãs parassem de circular entre Rio e Niterói. É fundamental que a gente postergue ao máximo a disseminação do vírus em Niterói. Só faremos isso se tivermos o menor número possível de pessoas nas ruas. É um tempo muito difícil e complicado, mas essas medidas de restrição na locomoção podem salvar muitas vidas”, afirmou Neves.

Em comunicado a imprensa, a CCR Barcas disse que “em cumprimento ao decreto do Governo do Estado do Rio, por medida de prevenção ao aumento do número de casos de coronavírus, a CCR Barcas informa que, pelo período inicial de 15 dias, entre 21 de março e 4 de abril, não haverá operação nas linhas Charitas e Cocotá, e nas linhas Arariboia e Paquetá, as viagens serão realizadas com restrições que estão sendo definidas pelo poder concedente, por meio da Secretaria de Estado de Transportes”. Além disso, a concessionária informou que “nas linhas que fazem conexão com a Ilha Grande (Mangaratiba-Ilha Grande e Angra dos Reis-Ilha Grande), desde a última terça-feira, somente moradores estão sendo transportados”.

Até o momento, Niterói registra 10 casos confirmados da doença, além de 117 suspeitos. A única morte no município foi a de um idoso de 69 anos, na última terça-feira, que contraiu a Covid-19 do enteado recém-chegado de Nova York e infectado lá pelo coronavírus. A viúva do idoso segue internada no Hospital Icaraí, com o quadro clínico estável.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Abril de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Domingo Show
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Heleno Rotay
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Bola em Jogo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »