Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Prefeitura do Rio atinge a marca de 5 mil cartões do programa Prato Feito Carioca distribuídos a trabalhadores informais

Foram beneficiadas mais 1.624 pessoas em Bangu, Campo Grande e Santa Cruz

Publicado

em

eduardo paes
Prefeitura do Rio atinge a marca de 5 mil cartões do programa Prato Feito Carioca distribuídos a trabalhadores informais (Foto: Beth Santos/ Divulgação)

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), alcançou a marca de 5 mil cartões do programa Prato Feito Carioca distribuídos na cidade, nesta sexta-feira (29/07). A meta foi atingida com a entrega de 1.624 cartões para trabalhadores informais em Bangu, Campo Grande e Santa Cruz. Anteriormente, 3.376 pessoas já tinham sido beneficiadas nos bairros de Madureira, Pavuna, Ramos, Vila Isabel, Jacarezinho, Jacarepaguá e Cidade Nova.

O prefeito Eduardo Paes esteve na Zona Oeste e acompanhou a entrega de cartões. Ele destacou o empenho da prefeitura em dar o auxílio a quem mais precisa. “Entregamos 1.624 cartões em Bangu, Campo Grande e Santa Cruz. Com isso, alcançamos a meta de entregar 5 mil cartões vale-refeição para trabalhadores informais. A secretaria de Assistência Social detectou que essas pessoas estavam invisíveis, gente que trabalha para sustentar o lar, mas a conta nunca fecha. Quem tem emprego formal recebe uma série de direitos, férias, vale-transporte, tíquete para refeição. O que vem acontecendo com a economia? Aumentou a informalidade. É gente que trabalha como cabeleireiro, manicure, faxineiro. Pessoas que fazem as mais diferentes funções, mas não têm os seus direitos garantidos. O cartão é a maneira que a Prefeitura encontrou para garantir a refeição de quem está na informalidade”, disse Paes.

O Cartão Prato Feito Carioca é o vale-refeição da Prefeitura do Rio para aqueles que não têm carteira assinada. Mensalmente é carregado com R$ 242, assegurando refeições por 22 dias em qualquer bar ou restaurante conveniado, mesmo longe de sua casa. Não há encargos para o trabalhador.

A Prefeitura subsidia o custo de cada refeição, garantindo que o cidadão possa se alimentar próximo ao seu local de trabalho. “A Prefeitura do Rio quer avançar muito mais. Esse cartão refeição para quem não tem carteira assinada faz parte de uma política pública inovadora de combate à fome para atenuar os efeitos da crise econômica na vida das pessoas”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Maria Domingas

Cozinha Comunitária

Outra iniciativa da Prefeitura do Rio dentro do programa Prato Feito Carioca são as Cozinhas Comunitárias Cariocas. Onze delas já começaram a funcionar entre os dias 21 e 30 de junho e serviram até o momento um total de 64.600 refeições. A equipe de nutricionistas da SMAS orienta e supervisiona continuamente a qualidade da alimentação oferecida tanto na Cozinha Comunitária Carioca quanto no Cartão Prato Feito Carioca.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *