Rio

Prefeitura faz cardápios especiais para pacientes e profissionais do Hospital de Campanha, no Riocentro

Nutricionistas da Vigilância Sanitária reforçam as orientações sobre as dietas para doentes da Covid-19, em especial, os portadores de comorbidades

Por Redação Tupi

(Divulgação: Prefeitura do Rio)

A Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, vem promovendo uma série de ações voltadas à prevenção de riscos à saúde no Hospital de Campanha do Riocentro, inaugurado nesta sexta-feira (1). Uma delas é o cardápio diferenciado feito pelo Instituto de Nutrição Annes Dias (Inad), que integra a Coordenação de Alimentos da Vigilância e que já cuida das refeições de outros hospitais e escolas da rede municipal.

Além de direcionar a dieta balanceada a ser consumida por pacientes e profissionais que trabalham na unidade, as nutricionistas reforçam com a empresa contratada para o serviço as orientações sobre os cuidados no preparo das refeições para quem tem Covid-19.

Entre as recomendações está a atenção redobrada aos portadores de comorbidade, como diabéticos, hipertensos e pessoas com complicações renais e dislipidemia (colesterol elevado ou gorduras no sangue).

“O cardápio do paciente é montado de acordo com a patologia que ele apresenta. Já existem estudos dando conta que pacientes da Covid-19 precisam de uma dieta com suporte calórico maior, com mais proteína. Mas na hora de definir, também consideramos se o paciente tem alguma comorbidade. Em geral, a dieta já é equilibrada em relação ao baixo uso de sal, gordura e de tempero artificial. Usamos apenas temperos naturais, como ervas finas, salsinha e coentro para acentuar o sabor e tornar o paladar mais agradável.”, destaca a nutricionista Volerita Oliveira, da equipe do Inad.

Como os pacientes com comorbidades têm mais riscos de agravamento do quadro da doença, a nutricionista ressalta que é fundamental a avaliação caso a caso.

Vamos fazer um controle rigoroso quanto a isso, usando leite desnatado, queijo tipo ricota, evitando qualquer preparo que tenha maior teor de gordura para os pacientes com colesterol elevado. Para quem tem hipertensão, também tomaremos cuidados quantos aos alimentos ricos em sódio. Já para os diabéticos, vamos retirar o açúcar refinado, fazer a seleção de alguns itens e acrescentar alimentos com mais fibras, que ajudam no controle da glicemia. Teremos ainda um olhar diferenciado para os pacientes que se alimentam por sonda e os renais, verificando a proteína, o potássio e todos os outros nutrientes que precisam de controle maior.”, explica a nutricionista.

Já o cardápio dos profissionais que trabalham no hospital é menos rigoroso, mas também com dieta balanceada, como alerta Volerita Oliveira.

“O cardápio dos servidores também é pensado para atender a necessidades específicas de quem faz um trabalho muito desgastante, com a atenção voltada o tempo todo aos pacientes. E isso exige uma refeição equilibrada em relação a proteínas, carboidratos e fibras, completada sempre com frutas.”, ensina a nutricionista.

Segurança alimentar

A elaboração dos cardápios dos Hospital de Campanha faz parte do trabalho da equipe multidisciplinar da Vigilância Sanitária, que vem atuando no Hospital de Campanha desde o início da construção, acompanhando o projeto de implantação da unidade no Riocentro, com foco na prevenção em segurança alimentar e em riscos sanitários.

“Trabalhamos há mais de um mês no hospital com a equipe da Coordenação de Alimentos montando também o fluxo da entrega dos alimentos para minimizar os riscos de contaminação. Já temos essa rotina nos outros hospitais e escolas do município, e no Hospital de Campanha não será diferente. A boa alimentação faz toda a diferença, principalmente, agora nesse momento extremo. Sabemos que ela é coadjuvante no processo de recuperação do paciente.”, diz a médica-veterinária Aline Borges, coordenadora de Alimentos da Vigilância Sanitária.

Além de nutricionistas e outros médicos-veterinários, técnicos como enfermeiros e engenheiros conferem as estruturas físicas do Hospital de Campanha, reforçando as orientações sobre as normas sanitárias e os processos de segurança necessários à prevenção de riscos à saúde.

Entre as missões, as equipes da Vigilância Sanitária acompanharam a instalação dos processos de esterilização e de procedimentos invasivos e a construção das áreas destinadas ao almoxarifado, farmácia, tratamento dos resíduos comuns e biológicos e cozinha e refeitório.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »