Política

Câmara de Niterói aprova lei que garantirá atendimento prioritário a pacientes com câncer

Proposta também homenageará Paulo Gonçalves, ex-coordenador do Outubro Rosa na cidade, falecido em agosto deste ano

Por Redação Tupi

Câmara de Niterói aprova lei em homenagem a “Paulo Gonçalves” que garantirá atendimento prioritário a pacientes oncológicos
(Foto: Serio Bonelli)

A Câmara Municipal de Niterói aprovou, nesta quinta-feira (7),  o projeto de lei que prevê atendimento prioritário às pessoas portadoras de neoplasia maligna (câncer).

A iniciativa se alinha com as ações do Outubro Rosa, buscando estimular a participação da população e conscientizá-la acerca da temática do câncer de mama. O projeto do vereador Binho Guimarães (PDT) agora seguirá para sanção do Poder Executivo, também responsável pela sua regulamentação.

“A gravidade do tratamento médico prescrito para pessoas em tratamento oncológico implica limitações e debilidades. O atendimento prioritário, com a respectiva redução do tempo de espera nas filas de instituições públicas e estabelecimentos privados, é medida que visa assegurar maior qualidade de vida aos portadores da doença nesse momento tão difícil”, contou Binho Guimarães.

Além disso, a proposta também homenageará Paulo Gonçalves, ex-coordenador do Outubro Rosa em Niterói, falecido em agosto deste ano. De acordo com Binho, a homenagem vai ser justa já que Paulo não media esforços para salientar a importância das campanhas de prevenção a doença na cidade de Niterói.

O atendimento prioritário às pessoas portadoras de neoplasia maligna dentro do município de Niterói estará assegurado perante repartições públicas, empresas concessionárias de serviços públicos municipais e estabelecimentos comerciais que forneçam atendimento individualizado, não impedindo que sejam adotadas outras medidas que tornem a prestação dos serviços aos portadores ainda mais ágeis e fáceis.

Os estabelecimentos deverão manter, em local visível, placas informativas sobre o atendimento prioritário concedido. A comprovação do direito ao atendimento prioritário será feita através da apresentação de laudo médico ou documento que demonstre a condição clínica do paciente oncológico.

O não cumprimento da determinação sujeitará o infrator a sanções que variam desde advertências até multas.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Outubro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Bola em Jogo
20:00 - Conexão Tupi
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »