Capital Fluminense

Levantamento aponta crescimento no número de agentes de segurança baleados no mês de julho

Ainda de acordo com o documento os policiais militares são a categoria mais afetada pela violência armada

Por Isaac Santos

Agentes-de-seguranca_JULHO
Foto/Reprodução Fogo Cruzado

Um levantamento da plataforma Fogo Cruzado apontou que o mês de julho ficou marcado pelo alto número de agentes de segurança vítimas da violência armada na Região Metropolitana. Foram 21 profissionais de segurança baleados, 110% a mais que o registrado no mesmo período do ano passado. Desses 21 agentes feridos, oito morreram.

Na última semana do mês de julho, dois agentes de segurança foram mortos a tiros em menos de 24 horas. O cabo da PM, Leonardo Sá da Silva, de 39 anos, baleado durante tentativa de assalto no dia 28, em São João de Meriti e o Policial Civil, Marcelo dos Santos Dias Cola, de 56 anos, morto por bala perdida durante um arrastão, no bairro Santa Rosa, em Niterói, na noite do dia 27.

Ainda de acordo com o documento mensal do Instituto, os policiais militares são a categoria mais afetada pela violência armada. Entre os 21 agentes baleados no mês, 16 eram PMs, 2 eram militares das Forças Armadas, 1 era da Polícia Civil, 1 era do Corpo de Bombeiros e 1 era Guarda Municipal.

“O número de agentes baleados vem crescendo depois de uma queda significativa nos últimos meses. Desde janeiro a ADPF 635 vem sendo desrespeitada e ações policiais sem o devido planejamento vem sendo feitas, como mostra o estudo conjunto da UFF e Fogo Cruzado, vitimando inclusive policiais. A análise dos dados de vitimização de agentes no primeiro semestre deixa isso ainda mais claro”, avalia Cecília Olliveira, diretora executiva do Instituto Fogo Cruzado.

O Rio de Janeiro concentrou 58% dos tiroteios acumulados na Região Metropolitana do estado (376) em julho. Os 5 mais afetados pela violência armada no mês foram:

Rio de Janeiro: 210 tiroteios, 34 mortos e 28 feridos

São Gonçalo: 56 tiroteios, 25 mortos e 29 feridos

Duque de Caxias: 30 tiroteios, 4 mortos e 6 feridos

Niterói: 23 tiroteios, 9 mortos e 7 feridos

São João de Meriti: 13 tiroteios, 1 morto e 3 feridos

Entre os bairros da Região Metropolitana do Rio mais atingidos pela violência armada no mês estão:

Vila Kennedy: 15 tiroteios e 4 mortos

Andaraí: 11 tiroteios e 1 ferido

Realengo: 10 tiroteios, 2 mortos e 1 ferido

Grajaú: 10 tiroteios

Tijuca: 9 tiroteios, 1 morto e 3 feridos

Entre as regiões que compõem a Região Metropolitana do estado, a Zona Norte do Rio concentrou 30% dos tiroteios registrados em julho. O Leste Metropolitano***, porém, acumulou 38% dos mortos e 49% dos feridos.

Zona Norte: 114 tiroteios, 12 mortos e 16 feridos

Leste Metropolitano: 90 tiroteios, 36 mortos e 41 feridos

Baixada Fluminense: 76 tiroteios, 24 mortos e 16 feridos

Zona Oeste: 61 tiroteios, 20 mortos e 5 feridos

Centro: 26 tiroteios, 1 morto e 6 feridos

Zona Sul: 9 tiroteios, 1 morto e 1 ferido

A Zona Norte teve mais tiroteios que a soma dos registros na Zona Oeste, Centro e Zona Sul em julho. Já o Leste Metropolitano, contabilizou mais feridos que a soma dos notificados na Baixada Fluminense, Zona Oeste, Centro e Zona Sul.

Em julho, houve 61 tiroteios/disparos de arma de fogo em áreas com Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Ao todo, 8 pessoas foram baleadas nestas áreas, 1 delas morreu. As unidades mais afetadas pela violência armada foram:

Andaraí: 20 tiroteios e 1 ferido

Complexo do Alemão: 9 tiroteios

Turano: 7 tiroteios

Formiga: 6 tiroteios

Prazeres: 5 tiroteios e 3 feridos



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »