Conecte-se conosco

Região Metropolitana

[VÍDEO] Ameaçado de extinção, lobo-guará é flagrado em Maricá

Animal é o primeiro da espécie visto em uma zona costeira da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Publicado

em

Lobo-guará é flagrado em Maricá
(Foto: Montagem/Reprodução)

Um lobo-guará foi flagrado, no último domingo (11), circulando em uma fazenda próximo de criações de ovelhas e vacas no bairro de Cassorotiba, em Maricá. É a primeira vez que a espécie ameaçada de extinção é vista em toda a zona costeira da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

O registro em vídeo foi feito pelo produtor rural João Marcelo Nahoum, de 47 anos, a uma distância estimada de 50 metros, que mostra o animal caçando e se alimentando de pequenas aves em uma área de mata da propriedade. Com o flagrante, a Secretaria de Cidade Sustentável de Maricá incluiu a região no Programa de Monitoramento da Fauna no município e passará a acompanhar o animal por câmeras, assim como já ocorre com a onça parda, cachorros do mato e quatis, que já foram vistos em uma área de preservação ambiental do bairro Espraiado.

O subsecretário de Cidade Sustentável de Maricá, Guilherme Motta, informou que esse mamífero se alimenta de pequenos animais, como roedores e aves, e não tem o hábito de atacar ovelhas e vacas. “Estamos colhendo os frutos do trabalho de monitoramento e preservação das unidades ambientais de Maricá. Primeiro, tivemos o flagrante da onça-parda, e agora, o lobo-guará. Isso valoriza o ecossistema do município”, afirmou Guilherme.

Animal não é uma ameaça à população

O morador percebeu que havia algo acontecendo na fazenda e pensou, no primeiro momento, que havia algum predador, porque os animais estavam assustados. “O rebanho não reduziu, mas os animais estavam assustados. Foi quando vi o lobo comendo uma preá. Corri para pegar o celular e fiquei filmando. Ele estava tranquilo, como se já conhecesse o terreno e depois sumiu. Foi uma grande surpresa e estou feliz demais por ter feito esse flagrante”, contou Marcelo Nahoum.

O pesquisador de mamíferos do Programa de Monitoramento da Fauna de Maricá, Izar Aximoff, disse que não existe registro de ataque do lobo-guará em humanos. Porém, as pessoas devem evitar aproximação e também não devem alimentar os animais.

“Vamos monitorar a região com câmeras para saber se tem alimentos suficientes ou se tem outros animais da espécie. Estamos monitorando os registros dessa espécie no estado do Rio desde 2014. É o maior canídeo das Américas e é uma felicidade muito grande ele ter aparecido em Maricá”, disse o pesquisador.

Lobo-guará

O lobo-guará, de acordo com avaliação do Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), é considerado um animal que vive em situação vulnerável para extinção. Ele se alimenta de pequenos animais, como roedores e tatus, além de frutos variados do Cerrado, e conta com uma população total estimada em mais de 23 mil animais, sendo 21 mil no Brasil.

É justamente no país onde há a maior população que o animal corre o risco de desaparecer. Existem registros da presença do lobo-guará ainda no Paraguai, na Argentina e na Bolívia.

Continue lendo
1 comentário

1 comentário

  1. Celso

    13 de setembro de 2022 em 17:43

    Maricá antes da Ponte Rio-Niterói era um ambiente rural e com um potencial de frutos do mar e da lagoa. O Progresso há de existir, porém com uma Estrutura Educacional completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.