Conecte-se conosco

Rio

Rio Contra a Fome vai receber repasse de R$ 250 mil em parceria com ONG internacional

Parceria também será importante na questão logística

Publicado

em

Rio Contra a Fome vai receber repasse de R$ 250 mil - Foto:Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

Rio Contra a Fome vai receber repasse de R$ 250 mil – Foto:Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio) e a organização internacional sem fins lucrativos Community Organized Relief Effort (Core), fecharam um acordo de cooperação para a campanha Rio Contra a Fome. A Core vai fornecer U$ 50 mil, aproximadamente R$ 250 mil, em apoio na logística de distribuição dos alimentos arrecadados na campanha por um período de 45 dias. A JUVRio continua responsável por gerenciar a campanha, além de supervisionar e fiscalizar a atuação da organização parceira.

Além da complexidade logística, a Rio Contra a Fome passa por um momento de queda nas arrecadações. Depois de começar com 45 toneladas em abril, houve uma diminuição de 82% no volume de alimentos doados no segundo mês de campanha. O secretário da JUVRio, Salvino Oliveira, explica que a parceria com a Core é mais um esforço para reforçar as doações com a retomada do calendário de vacinação por faixa etária.

– Esse apoio saiu em boa hora, no momento em que mais precisamos da solidariedade do carioca para retomar o volume de doações do primeiro mês. Estamos com a logística preparada para receber ainda mais alimentos e distribuir para quem precisa nas favelas e periferias de todas as regiões.

Um dos principais desafios observados após o início da operação da Rio Contra a Fome é fazer com que os alimentos cheguem a todos os lugares. As áreas de maior poder socioeconômico da cidade são as que recebem mais doações, geralmente distantes de onde habita a população que necessita. Em particular, foram identificadas três zonas vulneráveis, localizadas nas Áreas de Planejamento (AP) denominadas AP3 (Méier, Jacarezinho, Irajá, Madureira, Inhaúma, Complexo do Alemão, Penha, Anchieta, Vigário Geral, Pavuna e Ilha do Governador), AP4 (Jacarepaguá e Cidade de Deus) e AP5 (Bangu, Realengo, Campo Grande, Santa Cruz e Guaratiba).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.