Ciência e Saúde

RJ tem mais de mil profissionais da Saúde afastados com sintomas da COVID-19 ou por serem grupo de risco

Secretarias municipal e estadual de Saúde não informaram, no entanto, número de trabalhadores contaminados com o novo coronavírus

Por Redação Tupi

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Mais de mil profissionais da Saúde foram afastados da rede hospitalar pública do município e do estado do Rio até esta terça-feira (7), por apresentarem sintomas da COVID-19 ou fazerem parte do grupo de risco da doença (portadores de doenças pré-existentes ou idosos). Os dados foram divulgados pelas secretarias municipal e estadual de Saúde, que não informaram o número exato de trabalhadores contaminados com o novo coronavírus.

Na rede municipal hospitalar, são 453 funcionários afastados , entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares, e 145 profissionais de maternidades municipais. Além disso, outros 56 trabalhadores foram retirados dos cargos em hospitais de institutos da rede de Saúde Mental. Já na rede estadual, o número de afastamentos é de 422.

Veja onde aconteceram os afastamentos na rede estadual:

UPAs – 134 profissionais afastados

Hospital Carlos Chagas (Marechal Hermes): 106

Hospital Getúlio Vargas (Penha): 65

Hospital Azevedo Lima (Niterói): 44

Hospital Adão Pereira Nunes (Caxias): 23

Hospital Roberto Chabo (Araruama): 15

Sede da Secretaria de Estado de Saúde: 35

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Maio de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Na Companhia Do Garcia
« Programa Anterior
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »