Política

Sérgio Cabral admite, pela primeira vez, que primeira-dama sabia de ‘caixa paralelo’

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/ Agência Brasil)

Na primeira vez em que foi ouvido como delator, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral disse que a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo sabia da existência de um caixa paralelo que gerava lucros ao esquema de lavagem de dinheiro comandado por ele.

Apesar de dizer que a mulher usufruia do dinheiro, Cabral negou que  Adriana soubesse detalhes do esquema criminoso. Cabral admitiu que a então primeira-dama pediu a Thiago Aragão, o advogado do escritório do qual ela é sócia, para lavar o dinheiro. A ex-primeira dama nega a lavagem de dinheiro.

Em nota, o advogado de Adriana Ancelmo, Alexandre Lopes, disse: “Não vejo como possível levar a sério esse novo depoimento de Sergio Cabral. Se ele sequer mencionou o fato à Polícia Federal, ao que se sabe, em sua delação, passa-se a ideia de que o ex-governador quer se posicionar como um colaborador da Justiça, confessando tudo o que lhe for perguntado, a fim de auferir benefícios que nem mesmo o Supremo Tribunal Federal concedeu. Parece desespero pelos quase 300 anos de pena já impingida.”

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »