Conecte-se conosco

Justiça

Suspeito de matar turista argentina em Búzios tem prisão preventiva decretada

Florencia Aranguren, de 31 anos, foi morta a facadas na última quarta-feira (6), quando passeava em uma trilha na praia de José Gonçalves. Acusado foi preso após cachorro da vítima latir contra ele na cena do crime.

Publicado

em

Carlos José de França foi preso após cachorro da vítima latir contra ele na cena do crime (Foto: Reprodução)
Carlos José de França foi preso após cachorro da vítima latir contra ele na cena do crime (Foto: Reprodução)

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro converteu em preventiva a prisão em flagrante de Carlos José de França, acusado de matar a facadas a turista argentina Florencia Aranguren, de 31 anos, na última quarta-feira (6). A decisão da prisão preventiva é da juíza Danielle Lima Pires Barbosa, da Central de Audiência de Custódia.

De acordo com a magistrada, a conduta do acusado “se reveste de extrema gravidade, tendo em vista a violência empregada nas agressões, que ceifaram a vida da vítima.”

Na decisão, a juíza ressaltou ainda o histórico criminal de Carlos José de França.

“Destaque-se que o custodiado já ostenta anotação criminal, conforme consta de sua folha de antecedentes, voltando a ser preso em flagrante pela prática de novo crime. Nesse sentido, seu constante envolvimento com o aparato policial e judicial demonstra sua dedicação a atividade criminosa, fazendo dela seu meio de vida, o que torna necessária a custódia cautelar para evitar a reiteração delitiva.” 

O crime

Florencia Aranguren, de 31 anos, foi morta a facadas na última quarta-feira (6), quando passeava com o cachorro em uma trilha na praia de José Gonçalves, em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos.

Carlos José de França foi preso pela polícia depois de pular o muro do Condomínio Linguado, na Estrada da Praia de José Gonçalves, alegando que tinha sido assaltado por dois homens.

Comunicados sobre a morte da turista, os policiais levaram o acusado até o local do crime e se surpreenderam com a reação do cachorro da vítima, que passou a latir para o acusado. Carlos José confessou o assassinato da turista em depoimento na delegacia. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *