Sentinelas 15:55h

Cães farejadores na dissolução de crimes

Confira o que foi destaque no Sentinelas desta terça-feira

Por Redação Tupi

(Foto: Erika Corrêa/ Divulgação: Super Rádio Tupi)

Os cães farejadores têm auxiliado o trabalho da polícia na dissolução de muitos crimes, principalmente, os que envolvem o narcotráfico. Cães começaram a ser usados para farejar substâncias ilícitas no fim dos anos 60, durante a Guerra do Vietnã.

De acordo com historiadores, naquela época, era alto o consumo de heroína entre soldados americanos e os cachorros ajudavam a detectar usuários. Posteriormente, começaram a ser usados para acharem armas, drogas e bombas em locais onde jamais o homem poderia descobrir à primeira vista, como atrás de paredes falsas, por exemplo.

Como se preparam estes cães?

O Tenente coronel Rafael Sepúlveda, do Batalhão de Ações com Cães, o BAC, relata as operações em áreas conflagradas com suas Patrulhas de Operações com Cães, controle de Distúrbios, faros de armas e drogas. Além da varredura de explosivos com suas equipes especializadas.

O chefe do grupo de operações especiais da Polícia Rodoviária Federal, Tiago Mariz, fala sobre a eficiência dos cães na varredura em veículos.

O Coronel Ramon Camilo, Comandante do 2º Grupamento de socorro Florestal e meio ambiente do Corpo de Bombeiros também destaca a importância dos cães farejadores.

O subtenente do BAC, Paulo Henrique de Araújo Brito fala sobre os cães mais utilizados para a função e o tempo de preparação para os animais estarem prontos para a ação.

Somente no primeiro semestre de 2020, o Grupo de Operações com Cães da Polícia Rodoviária Federal, apreendeu 7 toneladas de maconha, quase 90 quilos de cocaína, 5 quilos de Skunk, 7,6 gramas de Haxixe e 7 veículos.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »