Conecte-se conosco

Brasil

Após cogitar transferir embaixada, Bolsonaro anuncia escritório comercial em Jerusalém

Jerusalém não é reconhecida internacionalmente como capital de Israel

Publicado

em

Foto: Reprodução TV Globo

Após reunião com o premiê Benjamin Netanyahu, o presidente Jair Bolsonaro anunciou neste domingo a abertura de um escritório comercial do governo brasileiro em Jerusalém, cidade considerada sagrada por cristãos, judeus e muçulmanos e que não é reconhecida internacionalmente como capital israelense.

A abertura do escritório em Jerusalém é uma saída diplomática para o embaraço gerado com países árabes após o presidente ter manifestado publicamente logo após ser eleito a intenção de transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém, a exemplo do que fez o presidente norte-americano Donald Trump.

O recuo de Bolsonaro em relação à transferência da embaixada se deu após ponderações da ala militar do governo e de ruralistas de que a medida poderia gerar um prejuízo bilionário para a economia brasileira.

Israel considera Jerusalém a “capital eterna e indivisível” do país, mas os palestinos não aceitam e reivindicam Jerusalém Oriental como capital de um futuro Estado palestino.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.