Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Após nova audiência, rodoviários rejeitam proposta de reajuste parcelado

Categoria recusou a oferta das empresas de um aumento de 10%, sendo 5% imediato e mais 5% em novembro

Publicado

em

ônibus Rio
Ônibus no Rio (Foto: Reprodução)

Terminou novamente sem acordo a audiência realizada na tarde desta segunda-feira (30), na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) no Centro do Rio, sobre a situação dos rodoviários. O encontro visava discutir o dissídio referente aos anos de 2020/2021 e 2021/2022.

Segundo o sindicato que representa a categoria, as empresas apresentaram neste novo encontro uma proposta de reajuste de 10%, sendo 5% imediato e mais 5% em novembro, além de cesta básica de R$ 500. Foi proposto ainda discutir o reajuste de 14% referente a este ano somente em setembro.

A direção do Sindicato dos Rodoviários levou a proposta para ser apresentada durante a assembleia da categoria, realizada no fim da tarde desta segunda na sede da entidade, que foi recusada integralmente pelos trabalhadores. Os líderes rodoviários dizem que aceitam o reajuste de 10%, mas desde que ele seja pago integralmente no próximo mês e não em duas parcelas.

“Vamos agora encaminhar a reivindicação dos trabalhadores para as empresas e aguardar um retorno, que acreditamos, dê um fim aos três anos de espera. Caso isso não ocorra, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) deverá julgar o dissídio em até 72h”, explicou Sebastião José, presidente do sindicato.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.