Jornalismo

Após passagem de ciclone Idai, Moçambique confirma primeiros casos de cólera

Cinco casos foram registrados no país, mas autoridades temem por pandemia

Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP

Após a passagem do ciclone Idai, no dia 14, autoridades moçambicanas confirmaram o registro de cinco casos de cólera. Além da doença, os moradores da região ainda enfrentam escassez de alimentos, água e outros itens essenciais.

O ciclone Idai afetou cerca de 1,85 milhão de pessoas e deixou mais de 460 mortos no país. O último balanço estima que 686 pessoas morreram em Zimbábue, Malauí e Moçambique, principais países atingidos pela tempestade tropical.

Em entrevista coletiva, o diretor nacional de Saúde, Ussein Isse, teme que tenha mais casos de cólera no local. “Haverá mais [casos], porque cólera é uma pandemia. Quando há um caso, podemos temer outros. Estamos pondo em marcha medidas preventivas para limitar o impacto”, afirmou o diretor.

O cólera se espalha pela contaminação de água ou comida por fezes. Surtos podem se desenvolver rapidamente durante crises humanitárias em que os sistemas de saneamento entram em colapso. A doença pode matar dentro de horas, caso não haja tratamento.

enquete

Você concorda com as medidas restritivas impostas no Rio?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Março de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »