Conecte-se conosco

Últimas Notícias

Boxe vira tratamento terapêutico para pacientes com doença de Parkinson

Especialista explica importância de atividade física

Publicado

em

Boxe vira tratamento terapêutico para pacientes com doença de Parkinson

O treino de boxe sem contato vem ganhando popularidade nos últimos tempos. Nos Estados Unidos 4 mil academias novas surgiram antes da pandemia e mais de 5 milhões de americanos vestiram luvas de boxe em 2020. Os diferentes treinos e de alta intensidade do boxe oferecem um misto de condicionamento cardiovascular e de força que ajuda a melhorar a agilidade, coordenação motora e equilíbrio, podendo ser especialmente benéfico para pessoas com transtornos neurológicos como o de Parkinson.

A doença de Parkinson é eminentemente motora. Fora os sintomas não motores, o acometimento principal está atrelado à questão motora, onde o paciente perde o equilíbrio e corre risco de queda, pois ele passa a arrastar os pés para caminhar, perde também a mímica facial, e com isso perde as expressões faciais, e ganha o tremor, que é o sintoma que as pessoas mais conhecem.

Segundo a médica geriatra Roberta França, qualquer tipo de atividade física em casos como esse é benéfico. “Atividade física é fundamental para manter o paciente ativo e principalmente com a sua funcionalidade. O boxe, onde trabalha muito o equilíbrio, a coordenação motora e a agilidade, pode ser muito benéfico para o paciente com Parkinson”, afirma.

Roberta França, médica geriatra (Foto: Divulgação)

Ainda segundo Roberta, é importante que o paciente precise entender que a atividade física deve ser mantida pelo resto da vida. “Não adianta o paciente achar que vai começar o treinamento e em uma semana vai melhorar, ou que em uma semana não houve resultado e não está surtindo efeito. É um trabalho lento, diário, de reconquista do equilíbrio e da força. Por ser uma doença degenerativa e progressiva, quanto mais estratégias tiver para estabilizar a doença, mais chances o paciente tem de ter uma vida com qualidade”, explica.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.