Jornalismo

Caso Mariana Ferrer: Sentença inédita de “estupro culposo” inocenta réu

Vítima ainda foi hostilizada pelo advogado do acusado durante audiência por videoconferência

Por Isaac Santos

Foto/reprodução

Próximo de completar dois anos, o caso do estupro sofrido pela jovem Mariana Ferrer, numa boate, em Santa Catarina, teve um desfecho inédito. O estuprador, o empresário André de Camargo Aranha, foi inocentado, isso porque a justiça entendeu que houve um “estupro culposo”, quando não há a intenção de estuprar. Segundo o promotor responsável pelo caso, Thiago Carriço, não havia como o empresário saber, durante a relação sexual, que a jovem não estava em condições de consentir o ato, não existindo portanto “intenção” de estuprar.

Como esse não é um “crime” previsto por lei, André Aranha foi absolvido. E, como se não bastasse todo o trauma vivido por ela, Mariana Ferrer ainda foi hostilizada pelo advogado do estuprador durante uma audiência virtual.


IMG_9420

André Aranha é defendido no processo por Cláudio Gastão da Rosa Filho, um dos advogados mais caros de Santa Catarina, que já representou Olavo de Carvalho e a ativista Sara Winter quando ela foi presa pela Polícia Federal por manifestações contra o STF.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Antônio Carlos
« Programa Anterior
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »