Rio

Casos de preconceito de raça quase dobram no Rio em 2021

De acordo com o levantamento divulgado pelo Instituto de Segurança Pública, o número passou de 43 para 82 vítimas

Por Redação Tupi

mulher negra
(Reprodução)

O estado do Rio registrou quase o dobro de casos de racismo, no primeiro semestre deste ano, se comparado com os seis primeiros meses de 2019. De acordo com o levantamento divulgado pelo Instituto de Segurança Pública, o número passou de 43 para 82 vítimas.

Segundo o ISP, o crime de preconceito de raça ou de cor também inclui discriminação contra etnia, religião e procedência nacional. No caso de injúria por preconceito, que engloba delitos cometidos contra raça, cor, religião, origem, pessoa idosa ou deficiente, o crescimento foi de 17% no mesmo período. O ano de 2020 foi descartado da análise porque muitas pessoas deixaram de fazer a denúncia por conta do isolamento social.

A diretora-presidente do ISP, Marcela Ortiz, afirmou que a comunicação dos crimes para as autoridades é essencial para que o ISP consiga produzir estatísticas que traduzam bem a realidade.

É muito importante que se diga que a denúncia desses crimes é fundamental não só para garantir a punição dos autores, mas também para que o poder público e a sociedade tenham a real noção do racismo no nosso estado e que políticas públicas possam ser elaboradas para nos ajudar a enfrentar o racismo. O aumento dos crimes raciais em 2021 pode representar o crescimento da consciência das vítimas de que elas podem procurar uma delegacia, que o preconceito é crime – afirma.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Novembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »