Capital Fluminense

CHUVA: Prefeito do Rio pede que moradores de áreas de risco ‘acreditem nas sirenes’

A região da Zona Oeste foi a mais afetada, de acordo com a prefeitura

Por Tatiana Campbell

Sirenes são acionadas em comunidades do Rio
Sirenes são acionadas em comunidades do Rio – Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

Após o forte temporal que atingiu a cidade do Rio de Janeiro, durante a noite desta sexta-feira (01) e a madrugada deste sábado (02) o prefeito Eduardo Paes informou que a região da Zona Oeste foi a mais afetada e pediu para que a população que mora em áreas de risco fique atenta às sirenes.

“A gente passou pela fase mais crítica. Diria que os pontos mais críticos da cidade são em áreas da Zona Oeste, a partir de Jacarepaguá, passando pelas Vargens, Sepetiba, que tem muitos rios, muitas áreas alagadas. Esperamos que a partir de amanhã o tempo já esteja melhor”, disse Paes.

Ao ser questionado sobre algum plano de contingência da Prefeitura para minimizar os impactos da chuva na cidade – já que há previsão para chuva ao longo deste sábado -, o prefeito destacou a presença de funcionários da Comlurb nas ruas.

“O que nós estamos fazendo é buscando fazer a limpeza de ralos, que acabam sempre obstruídos quando se tem uma chuva como esta muito forte, o que a gente busca é minimizar os impactos. Nós estamos até conseguindo fazer bem a coleta de lixo, as vezes atrasa, mas a coleta de lixo domiciliar caminhou. Os garis são fundamentais para esse trabalho da limpeza, quando se tem a via pública mais suja, isso atrapalha”.

Prefeito do Rio, Eduardo Paes, fala sobre situação da chuva na cidade
Prefeito do Rio, Eduardo Paes, fala sobre situação da chuva na cidade – Foto: Tatiana Campbell/ Super Rádio Tupi

O prefeito pediu para que a população fique atenta às sirenes e que procure abrigos próximos. “Por mais que se faça investimentos [em encostas], sempre terá áreas de risco. É importante que os moradores acreditem nas sirenes, quando tocar a sirene, todos conhecem os pontos de apoio que se deve ir. Fiquem muito atentos, porque temos o solo muito encharcado. Queira pedir, mais uma vez, para evitar deslocamento, se possível”.

Vandalismo Comlurb

O prefeito do Rio de Janeiro comentou ainda sobre as denúncias de vandalismo em mais de 20 caminhões da Comlurb. A empresa destacou que cabos estão sendo cortados, vidros quebrados e pneus furados para impedir que aqueles que estavam trabalhando, em meio a paralisação, saíssem das garagens.

“Não é normal quebrar caminhão, arrebentar fio, não é normal jogar lixo na rua para criar uma situação mais difícil. A polícia já está trabalhando para identificar os responsáveis por esse vandalismo”, destacou Eduardo Paes.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
22 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Fala, Galera
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »