Capital Fluminense

Imagem de São Jorge alvo de ato de intolerância religiosa é recolocada em praça de Irajá

Fiéis da Umbanda e da Igreja Católica participaram de uma procissão em nome da diversidade de crença

Por Marcelo Silva

Imagem de São Jorge alvo de ato de intolerância religiosa é recolocada em praça de Irajá
(Imagem de São Jorge alvo de ato de intolerância religiosa é recolocada em praça de Irajá /Divulgação equipe Átila Nunes)

Um dia após a imagem de São Jorge ter sido destruída no bairro de Irajá representantes da Umbanda se uniram aos fiéis da Igreja Nossa Senhora da Apresentação para realizar na noite desta terça-feira um ato em defesa da liberdade de crença na região da Praça do Chafariz, na Zona Norte do Rio.

A ação começou com uma missa celebrada pelo bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio, Dom Catelan, e continuou com uma procissão até a praça onde ocorreu o vandalismo. A nova imagem foi doada pelo relator da CPI da Assembleia Legislativa do Rio, o deputado estadual, Átila Nunes.

“O ato foi verdadeiramente ecumênico, com a união de fiéis da Umbanda e do Candomblé. Com certeza a fúria do preconceituoso que destruiu a imagem está ligada ao espetáculo do Carnaval de 2022, quando a religiosidade afro-brasileira foi valorizada com a consagração das suas divindades”, afirmou Átila Nunes.

Imagem de São Jorge alvo de ato de intolerância religiosa é recolocada em praça de Irajá
(Imagem de São Jorge alvo de ato de intolerância religiosa é recolocada em praça de Irajá/Reprodução equipe Átila Nunes)

A Coordenadoria da Diversidade Religiosa esteve no ato representada pelo seu coordenador, Pai Márcio de Jagun, que registrou o caso na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, a Decradi.

“Além da Praça do Chafariz, outra imagem de São Jorge foi destruída no altar que fica na Fregueria, no último dia 20. Um ato como o que organizaram os umbandistas e católicos nesta terça mostra o quanto é importante a harmonia entre as crenças para a reconstrução do caminho da paz, tão sonhado pela humanidade”, afirmou o coordenador executivo de Diversidade Religiosa do Rio, Pai Márcio de Jagun.

Para o Bispo Dom Catelan, somente com respeito e diálogo a sociedade alcançará o verdadeiro progresso.

“É muito importante que continuemos unidos contra o preconceito e a violência. O verdadeiro amor de Deus está nos nossos corações”, completou o bispo.

Sobre a depredação da antiga estátua do santo guerreiro, os policiais da Decradi vão pedir imagens das câmeras instaladas por comerciantes e prédios da região em torno da praça para tentar identificar os responsáveis pelo ato de intolerância religiosa.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
08 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Pedro Augusto
10:00 - Show do Heleno Rotay
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Bola em Jogo
20:00 - Fala, Galera
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »