Conecte-se conosco

Brasil

Justiça marca audiência com assessores de Daniel Silveira acusados por entregar celulares ao deputado na prisão

Audiência será dia 14 de junho para que denunciados se manifestem acerca de proposta de aplicação imediata da pena

Publicado

em

Deputado Daniel Silveira
Deputado Daniel Silveira (Foto: Câmara dos Deputados)

Justiça Federal marcou para o dia 14 de junho audiência com os assessores  do deputado federal, Daniel Silveira que são acusados de entregar celulares o parlamentar dentro da prisão.

De acordo com o MPF, os denunciados devem se manifestar sobre a proposta de ampliação imediata da pena, além de uma indenização no valor de R$ 10 mil para cada um dos acusados.

Os denunciados são Mário Sérgio de Souza, Pablo Diego Pereira da Silva e Rafael Fernando Ramos. Segundo o MPF, os valores da multa serão depositados em conta judicial para, depois, serem revertido em favor de uma entidade beneficente.

Em abril deste ano, o MPF ajuizou proposta de transação penal e, subsidiariamente, denúncia contra os três assessores do deputado Federal Daniel Silveira. O Ministério Público Federal propôs ainda a aplicação imediata da pena dos acusados.

Caso não acatem o acordo, a pena prevista para o crime cometido é de detenção, de três meses a um ano. Além da denúncia, o MPF também encaminhou ao Supremo Tribunal Federal a notícia de suposta infração disciplinar em face do deputado pelo fato de ser réu em uma ação penal de competência do ministro Alexandre de Moraes.

Silveira é acusado de ter tido posse e se utilizado de dois celulares enquanto cumpria sua prisão provisória, supostamente cometendo uma falta disciplinar grave.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.