Política

Justiça quer notas fiscais de Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz

Ministério Público vai avaliar quais serviços foram pagos pelo grupo

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

A Receita Federal terá que fornecer à Justiça as notas fiscais de compras de mercadoria e serviços efetuadas pelo senador Flávio Bolsonaro, do PSL-RJ, seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais sete pessoas que também têm a vida investigada no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2018. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

A decisão do juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal, amplia as quebras de sigilos fiscário e bancal cujos Bolsonaro, Queiroz e mais um grupo de 94 pessoas – a maioria ex-funcionários e familiares – tiveram determinadas pela Justiça.

A intenção do Ministério Público com as notas é investigar quais mercadorias e serviços que foram pagos pelo grupo.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Baú da Tupi
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Heleno Rotay
22:00 - Giro Esportivo
04:00 - Domingo Show
12:00 - Bola em Jogo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »