Modal

Lei destina 4% de ICMS do diesel marítimo para fundo de combate à pobreza

Norma é transitória e valerá de janeiro de 2021 até dezembro de 2023

Por Redação Tupi

Foto: Agência Brasil

O Governo do Estado deverá destinar 4% do valor arrecadado do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações com óleo de diesel marítimo ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECP). É o que determina a Lei 9.105/20, de autoria dos deputados Luiz Paulo (Sem Partido), Lucinha (PSDB) e André Ceciliano (PT), sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (26).

A norma é transitória e valerá de janeiro de 2021 até dezembro de 2023, complementando a Lei 4.056/02, que criou o Fundo. Atualmente, 2% da arrecadação de ICMS é destinada ao FECP, alíquota que voltará a vigorar para as operações de óleo de diesel marítimo a partir do prazo estabelecido pela nova regra.

O objetivo da medida é aumentar a arrecadação do FECP e diminuir as desigualdades sociais no Estado do Rio. A norma é transitória e valerá de janeiro de 2021 até dezembro de 2023, complementando a Lei 4.056/02, que criou o Fundo. O objetivo da medida é aumentar a arrecadação do FECP e diminuir as desigualdades sociais no Estado do Rio.

 

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »