Campeonato Brasileiro

Na raça! Vasco faz gol no fim, vence o Brusque em São Januário e se aproxima do G-4 da Série B do Brasileirão

Cano e Léo Matos construíram os 2 a 1 sobre os catarinenses

Por Bruno Gentile

Cano comemora gol pelo Vasco contra o Brusque junto aos seus companheiros
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Na base da vontade! Em jogo bem aberto, o Vasco fez o dever de casa, venceu o Brusque por 2 a 1, neste domingo (27), em São Januário, pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e se recuperou da derrota, de virada, sofrida para o Cruzeiro na última quinta, no Mineirão. Cano e Léo Matos balançaram a rede a favor dos cariocas e Edu, atual artilheiro da Segunda Divisão, descontou. Com o resultado, o time do técnico Marcelo Cabo sobe para a sexta posição, aproximando-se do G-4 da competição nacional e somando 10 pontos, dois atrás do Sampaio Corrêa, quarto colocado.

O primeiro tempo, apesar de bastante movimentado, não teve grandes chances de gol. O Cruzmaltino, por jogar dentro de seus domínios, foi para cima dos catarinenses e criou duas boas jogadas, com Matías Galarza. Em uma, aos 7 minutos, MT apareceu aberto na esquerda e tocou para Morato, dentro da área. O camisa 10 chegou na linha de fundo e passou rasteiro para trás, à procura do paraguaio, que finalizou sem dominar. Mas o chute saiu mascado e ficou tranquilo para o goleiro Jefferson Paulino. Aos 12, o jovem meia, novamente, recebeu, puxou para a esquerda e arriscou de média distância, porém, a bola desviou e acabou indo para fora.

Depois, a partida passou por um intervalo sem oportunidades claras, embora o Brusque tenha igualado a pressão dos donos da casa e aumentado seu volume ofensivo. Somente aos 26, o Gigante da Colina, na melhor possibilidade até então, quase abriu o placar. Lucão cobrou tiro de meta na cabeça de MT, que deixou de primeira para Cano. O argentino aparou com a ajuda do erro da defesa adversária e avançou. O centroavante fez o passe para o meio da área e Morato surgiu para arrematar. Entretanto, a finalização saiu sem jeito, perto da trave.

Vendo a superioridade dos mandantes, o time de Santa Catarina resolveu responder e, aos 32, deu seu primeiro chute à meta de Lucão. Thiago Alagoano recebeu próximo à meia-lua e mandou para o gol dali mesmo, com a bola indo no meio da baliza, onde estava Lucão para defender sem maiores problemas. Na sequência, Cano, inclusive, tentou aproveitar uma saída errada do goleiro Jefferson Paulino no setor defensivo, só que não conseguiu alcançar cruzamento de MT e desperdiçou a chance. Já no fim, ambas as equipes ainda criaram uma boa jogada cada, com Léo Matos, a favor do Cruzmaltino, e Edu, para os sulistas, mas sem sucesso.

Na volta do intervalo, o Vasco retornou mais atento e ligado no confronto, aparentemente decidido a sair de campo com os três pontos. Logo do começo da etapa complementar, aos 9 minutos, Andrey arriscou uma bomba em falta da intermediária e acabou mandando por cima do travessão, levando certo perigo. Aos 13, Léo Matos também teve ótima oportunidade: Cano acionou Marquinhos Gabriel na linha de fundo pela esquerda, que veio cruzando de primeira e achou o lateral-direito na segunda trave. O defensor tocou com o pé direito, porém a zaga foi providencial para evitar a inauguração do marcador.

Aos 17, a pressão do Gigante da Colina surtiu efeito. Morato recebeu no lado direito da grande área e lançou na segunda trave para Cano, que, com apenas um toque e aproveitando o escorregão do zagueiro adversário, tirou o zero do placar. Na comemoração, o argentino, inclusive, retirou a bandeirinha de escanteio do lugar e ergueu a bandeira LGBTQIA+, homenageando os grupos pertencentes. O centroavante levou cartão amarelo pelo gesto, já que o árbitro interpretou a celebração do tento como irregular, pelo fato de ter sido retirada a flâmula da haste.

Entretanto, o time de São Januário, após balançar a rede, caiu de rendimento e viu o Brusque passar a controlar as principais ações, acuando os donos da casa e chegando muito perto de igualar a contagem. A reação teve início com Alex Ruan, que, aos 19, progrediu pela ponta direita do gramado e bateu de canhota, mas sem a pontaria correta. Em seguida, Gabriel Taliari, vindo do banco de reservas, saiu cara a cara com Lucão e desperdiçou uma possibilidade clara, ao pegar embaixo da bola e isolar. Depois de tanto tentar, os catarinenses chegaram ao empate, com Edu, goleador da equipe. Aos 34, Toty chegou na linha de fundo e cruzou no meio da área. O artilheiro da Série B completou, livre, com a coxa esquerda, alcançando seu quinto gol na competição.

Porém, a igualdade durou pouquíssimo tempo. Isso porque, na base da raça e da vontade, o Cruzmaltino não se entregou e, aos 42 minutos, voltou a ficar na frente do marcador. Em cobrança de falta do meio de campo, o lançamento parou em Leandro Castan, que ganhou da defensores adversários no alto e cabeceou para Léo Matos. O lateral-direito, sozinho, dominou, com calma, e, de canhota, deslocou Jefferson Paulino, desempatando tudo em São Januário e dando números finais ao duelo, já que os visitantes não tinham mais físico e criatividade para buscar o resultado.

Agora, enquanto comemora o resultado positivo e mais três pontos na classificação, o Vasco terá de concentrar as suas atenções no próximo compromisso do time, diante do Goiás, na quarta-feira (30), às 19h, no Estádio da Serrinha, em Goiânia, pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Vale lembrar que o Esmeraldino é um dos adversários diretos do Gigante do Colina na competição, pois ocupa o terceiro lugar, com 12 pontos. Ou seja, o Cruzmaltino, se vencer, ultrapassa os goianos e encostam de vez no topo na tabela.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Domingo Show
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Pedro Augusto
06:00 - Programa Cristiano Santos
22:00 - Giro Esportivo
11:00 - Samba Social Clube
12:00 - Bola em Jogo
20:00 - Conexão Tupi
10:00 - De Frente Com Elas
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »