Jornalismo

Pesquisa aponta que idosos são vítimas frequentes da violência armada no RJ

Levantamento da plataforma Fogo Cruzado foi divulgado nesta quinta-feira (01)

Por Isaac Santos

Lisete Pereira, 78 anos, morta por bala perdida em SG (Foto: Arquivo pessoal)

Levantamento do aplicativo Fogo Cruzado aponta que a violência armada no estado, continua vitimando a terceira idade no Grande Rio. Entre o dia primeiro de janeiro e primeiro de outubro de 2020, a plataforma mapeou 27 idosos baleados no Grande Rio. Deste total, 14 morreram. Lembrando que hoje é comemorado no mundo inteiro, o dia Internacional do Idoso.

Ainda de acordo com os números, houve uma queda de 25% em relação ao número de baleados no mesmo período de 2019: No ano passado, 36 idosos foram baleados, 19 deles morreram.

Segundo a pesquisa, apesar da baixa nos números, nos últimos três anos o Grande Rio chegou ao dia do idoso com marcas expressivas de vítimas da violência armada. Em 2017, entre 1 de janeiro e 1 de outubro, 27 idosos foram baleados (17 morreram). Já 2018 teve 33 baleados, 21 deles acabaram perdendo a vida e em 2019 foram 36 baleados (19 mortos), sendo o ano com mais vítimas.

Neste ano, a primeira idosa vítima da violência armada foi Lisete Pereira, de 78 anos, morta por uma bala perdida no quintal de casa, no bairro Arsenal, em São Gonçalo, no dia 5 de janeiro.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
31 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »